Coreógrafo para eventos

Serviço para os anfitriões que querem dançar bonito no casamento, na boda, no aniversário de 15 anos, na formatura ou em outros eventos.

casal dançando em casamento

O momento da dança, muitas vezes, é o ápice ou uma das partes mais esperadas em certos eventos. E tem gente que gosta de fazer bonito na coreografia de 15 anos, no casamento, na valsa com os padrinhos. As opções são realmente vastas, e os coreógrafos estão aí para ajudar os interessados a dar um show!

O ápice da festa
Quem curte encantar os convidados na própria festa tem no momento da dança uma grande oportunidade para isso. Sejam noivos na cerimônia de casamento, debutantes, formandos, casais comemorando bodas ou anfitriões em outros tipos de eventos. Se você tem vontade de dançar no grande dia, o coreógrafo para eventos é o profissional que pode te ajudar nessa empreitada.

Professores de dança de salão, de dança de rua (também conhecida como hip hop) e de balé são algumas das opções de coreógrafos atuantes no Ceará. Além de profissionais com formação em jazz, sapateado, dança do ventre e outros estilos de dança. Se o evento é um aniversário de 15 anos, o ideal é contatar o coreógrafo e o cerimonialista no início do planejamento da festa, pois o tipo de dança pode se alinhar ao tema da festa e ajudar na escolha de cores, da decoração, do vestido e dos demais itens.

Planejamento
Seis meses de antecedência é um tempo interessante para, junto com o profissional, reservar a data e decidir o que quer dançar. Você pode levar as músicas que gostaria de bailar para o primeiro encontro com o especialista. Essa reunião também é para decidirem os ritmos, a quantidade de coreografias e com quem se pretende dançar: sozinho, com o pai, o namorado, um dançarino profissional, o noivo, um padrinho, amigos etc.

A antecedência maior é no contato com o profissional e na definição das coreografias, porque os ensaios mesmo só começam mais perto do evento. Cerca de dois a três meses antes, dependendo do coreógrafo.

Para quem já escolheu tema da festa, vestido e outros detalhes e decidiu investir numa dança depois dos planejamentos iniciais, também há alternativas. A dica é combinar o que você já escolheu com o que quer dançar. O coreógrafo vai orientar direitinho nessas questões. Eles sempre encontram soluções criativas e funcionais. A atenção é quanto ao modelo das roupas a serem usadas no dia da apresentação, para que não atrapalhem a execução da coreografia, ou adaptar a coreografia à vestimenta escolhida.

Pedir indicações aos amigos é uma boa ideia para escolher o profissional que te guiará nessa aventura dançante. Conferir vídeos do futuro professor particular e buscar profissionais em publicações especializadas também pode ajudar.

Como funciona
Após o primeiro encontro, o anfitrião pede orçamento e analisa se está de acordo com a proposta. Quando tiver escolhido o profissional, marcam-se os ensaios, que funcionam como aulas particulares de dança. Estas podem acontecer em domicílio, em lugar indicado pelo coreógrafo ou no local do evento, o que traz ainda mais segurança aos bailadores.

Driblar a timidez
Mesmo os mais tímidos podem dançar na própria festa. Uma alternativa dos coreógrafos é realizar as coreografias com um dançarino profissional ou um grupo de dançarinos
profissionais. Ensaiar no local do evento, aumentar a quantidade de ensaios e treinar em casa também são estratégias possíveis.

Outra opção é levar a coreografia para um lado inusitado e divertido. Tudo para que a dança seja direcionada a quem vai executá-la e para que esse momento encantador não deixe de se realizar. Em geral, os coreógrafos têm uma maneira de trabalho que se adapta a cada tipo de aluno, permitindo que todos possam dar um show e deixar o grande dia ainda mais emocionante e divertido.

Dançar no seu próprio evento por vezes é um momento de superação inesquecível. Alguns dos que não acreditavam serem capazes de bailar animam a todos e dão um show. O mais importante é fazer aquilo para si e curtir bastante tudo que envolve a dança. Agradar o público será uma consequência de toda a alegria que você mesmo está vivendo. A autoconfiança que vem dos ensaios e após a apresentação são impagáveis e também fontes de novas conquistas na vida de quem passou por esse momento dançante.

Dicas
. Muitas debutantes têm substituído a valsa por canções românticas de Bruno Mars, Michael Bublé, temas de filmes ou outras baladinhas do universo pop.
. Ao invés de escolher uma só música, um mix com trechos de algumas músicas e diferentes estilos de dança também vale.
. De três a quatro músicas - cinco, no máximo - é um bom número para se dançar sem ficar cansativo para os convidados. O melhor neste ponto é afinar todas as suas ideias com o coreógrafo e o cerimonialista.