Bem-estar e relaxamento

Desfrutar dos benefícios de uma massagem relaxante pode ser revigorante. Conheça mais sobre o serviço de massoterapia, vantagens, orientações e tipos de massagem mais comuns.

massagem

“Por meio do toque terapêutico do massoterapeuta, conseguimos promover o relaxamento físico e mental, a melhoria do estresse, a inibição de mialgias, o auxílio à circulação sanguínea e linfática, a revitalização de energia, a prevenção de doenças e o bem-estar”, revela Nágela Sampaio, massoterapeuta, esteticista e professora de Massoterapia e Estética no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Ceará (Senac-CE) e na UniAteneu.

Ela explica que a massoterapia é um serviço prestado por um profissional habilitado em massoterapia, o qual realiza, durante um tempo de 60 minutos, a arte da prática de manipulações e técnicas de massagens para promoção de bem-estar e relaxamento. É necessário o uso de aromaterapia, cromoterapia e músicas que acolham esse relaxamento, acrescenta a especialista.

Como vantagens, ela cita que a massoterapia relaxa músculos, tensões, tranquiliza a mente e o corpo, proporcionando alívio de dores, liberações de emoções e equilíbrio energético. “A massagem tem efeito preventivo, então seria bom que as pessoas valorizassem essa terapia, pois ela promove efeitos fisiológicos e psicológicos, harmonizando energeticamente o organismo”, sinaliza a professora.

Dessa forma, a frequência ideal para a massagem seria duas vezes na semana na fase aguda, podendo, posteriormente, passar a ser uma sessão por semana, com a duração de 60 minutos, a chamada massagem sistêmica, complementa a profissional. “Atualmente, temos muitas modalidades de massagem conhecidas e divulgadas, tanto de origem ocidental, como oriental”, pontua Nágela Sampaio. Ela aconselha que as pessoas busquem um massoterapeuta, pois essa técnica atua como um diferencial para a promoção da saúde como um todo.

Orientações
Para quem gostou do serviço e quer desfrutar dos benefícios dos diferentes tipos de massagens (veja quadro nesta página), Nágela sugere observar se o profissional é ético; se atua com conhecimento e respeito; se tem curso aprofundado na área da massoterapia, pois o profissional deverá ter conhecimento de anatomia, histologia, fisiologia e patologias orgânicas, além de conhecer variedades de técnicas de massagem; observar a instituição onde o profissional fez os cursos, se são instituições reconhecidas; e observar as questões de biossegurança e a validade dos produtos utilizados no tratamento.

Tipos de massagens mais comuns
. Massagem clássica ou relaxante:
são manipulações aplicadas sobre a pele e o sistema muscular, buscando aceleração da circulação sanguínea e linfática, alongamentos e relaxamento das fibras musculares, além de mobilidade articular. Propicia alívio das dores e diminuição do estresse, gerando bem-estar físico e emocional.

. Drenagem linfática: técnica de massagem suave e lenta, que trabalha o excesso de líquido intersticial, cuja função é a promoção da circulação linfática para manutenção e equilíbrio dos líquidos nos espaços entre as células, trabalhando a retenção hídrica, evitando e tratando os edemas.

. Terapias com pedras quentes: massagem que utiliza rochas basálticas aquecidas. Promove alívio de tensões, combate a hiperatividade e gera sensação de prazer pelo calor que as pedras transmitem.

. Shiatsu: técnica de origem japonesa em que são aplicadas pressões pelos meridianos (canais de energia) ao longo do corpo. Tem a finalidade de aumentar o nível energético, regular e fortalecer as funções dos órgãos e sistemas, elevando a capacidade do nosso sistema imunológico de nos proteger das enfermidades, conforme a individualidade de cada ser. Pode ser aplicado no chão ou em macas de massagem. É conhecido como uma acupuntura sem agulhas.

. Reflexologia: técnica de massagem em que a manipulação acontece nos pés ou nas mãos, onde existem zonas reflexas de órgãos e vísceras nos pés. Também conhecida como reflexologia podal, essa técnica trabalha com a energia desses órgãos, buscando o equilíbrio energético e bem-estar.

Fonte: Nágela Sampaio, massoterapeuta, esteticista e professora de Massoterapia e Estética no Senac-CE e da UniAteneu.

Nágela Sampaio
Nágela Smampaio Divulgação