A escada ideal

Confira dicas para escolher a escada mais adequada a sua residência.

A escada é um elemento capaz de definir a personalidade de um projeto arquitetônico, afirmam os especialistas. Apesar das diversas opções de materiais e de cores, o que de fato diferencia os modelos de escadas é o formato, determinado pela direção dos lances e pela disposição dos degraus.

A arquiteta Ieda Korman, do escritório Korman Arquitetos, explica os critérios para eleger a escada mais adequada: tamanho do espaço, segurança e tipo de instalação.

“No início do projeto, o espaço destinado à escada deve estar muito bem resolvido. A partir daí, definimos qual tipo mais se adequa a ele”, argumenta a profissional. Ela cita o exemplo de um local onde não há espaço suficiente para uma escada reta. “Nesse caso, será necessário colocar uma em estilo caracol ou até marinheiro”, considera. Já as escadas esculturais, ela diz que necessitam de muito mais metragem disponível.

Segurança
Para quem quer priorizar a segurança, principalmente em casas com crianças ou idosos, o tipo de escada mais indicado é a convencional reta, com corrimão de 85cm a 90cm de altura. Outras medidas importantes são a altura dos degraus, mínima de 17,5 cm, e a pisada, com tamanho ideal de 27,5 cm. “Caso exista um vão aberto, tipo mezanino, o guarda-corpo também é um item indispensável”, aconselha Ieda.

Se a preferência do morador é pela facilidade de instalação, as escadas prontas, que costumam ser metálicas ou feitas de concreto, são a melhor opção. Saiba mais sobre cada tipo de escada:

Escada reta

Legenda: É o modelo mais tradicional de escada. Mesmo que tenha mais de um lance, com patamares intermediários, não muda de direção.
Foto: JP Image/ Divulgação

Escada em ‘L’

Legenda: Como o próprio nome sugere, a escada muda de direção, criando o formato da letra ‘L’. Entre os lances, pode haver um patamar ou uma transição com degraus triangulares.
Foto: Gui Morelli/ Divulgação


Escada em ‘U’
Legenda: Os lances são conectados por um grande patamar e seguem direções opostas, desenhando um ‘U’.
Foto: Divulgação

Escada circular

Legenda: Diferente da escada caracol, os degraus formam curvas mais orgânicas e não seguem um eixo central.
Foto: Banco de imagem

Escada caracol

Legenda: Também chamada de helicoidal, tem um eixo central de onde partem todos os degraus.
Foto: Gui Morelli/ Divulgação

Dimensionamento
É indiscutivelmente importante o dimensionamento correto de uma escada em qualquer projeto arquitetônico, seja ele feito por engenheiro, arquiteto ou designer de interiores. Uma escada bem calculada é segura, confortável e não deixa o usuário com a impressão de ser difícil subi-la. Por isso, procure sempre um profissional antes de iniciar o projeto.

Materiais
A combinação de materiais pode conferir um charme especial à escada, de forma que os revestimentos aplicados em patamares, bases/pisos e espelhos dos degraus influenciam no estilo da escada e podem ser trabalhados para gerar efeitos específicos. Nessas superfícies, é possível incluir:
- Pedra;
- Mármore/granito;
- Madeira;
- Vidro;
- Inox;
- Acrílico;
- Cerâmica;
- Porcelanato.
FONTE: archtrends.com

Estética que favorece
Mais que a percepção de beleza propriamente dita, uma escada é linda quando:
- Compõe o ambiente conectando os espaços com harmonia;
- É confortável porque foi bem projetada, respeitando as relações de proporção entre os elementos;
- Combina materiais de acabamento com excelência.
FONTE: pedreirao.com.br


Categorias Relacionadas