Vitória apertada do Ceará

Confira a coluna desta quarta-feira (23) do comentarista Wilton Bezerra

Mendoza, do Ceará, domina bola em jogo contra Iguatu
Legenda: O Ceará caiu de rendimento contra o Iguatu após o intervalo na Arena Castelão
Foto: Kid Júnior / SVM

Mesmo diante de um Iguatu que jogou com medo (adotando o "saber sofrer), o Ceará só construiu o placar de 2 x 0, no primeiro tempo, através de duas penalidades cometidas pelo adversário.

Kelvin e Léo Rafael, puxando o cordão pelo meio, alas infiltrados e três atacantes (Vina, Zé Roberto e Mendonça), com licença e folga para somente atacar.

O resultado deveria ter sido melhor.

O Iguatu, quando pisava no campo de defesa do Ceará, se apressava em perder a bola.

No segundo tempo, com a entrada de Davi, que marcou um belo gol, os iguatuenses se encorajaram e mudaram o cenário observado no primeiro tempo.

Evidente que o alvinegro dominou mais as ações, chutou mais para o gol, mas terminou desesperado, por um terceiro gol que não veio.

Erick, Marlon, Gabriel, Giovane e Nino, que entraram na segunda etapa, não elevaram tanto assim o nível de qualidade do Ceará.

O garoto Léo Rafael fez um bom primeiro e não mereceu sair.

O placar apertado de 2 x 1 encaixou nos planos do Iguatu para o segundo jogo em casa.