Ecos do Mundial de Clubes

Confira a coluna desta segunda-feira (14) do comentarista Wilton Bezerra

Atletas de Palmeiras e Chelsea disputam bola
Legenda: O Chelsea foi campeão do Mundial de Clubes no sábado (12) contra o Palmeiras
Foto: AFP

Chelsea x Palmeiras não teve nada de impressionante.

Os ingleses fizeram questão da posse de bola, mas não aceleraram tanto.

Não pareceram muito preocupados com isso.

O time do Tuchel é muito inferior ao Liverpool, que despachou o Flamengo.

O Palmeiras demonstrou não saber o que fazer quando tem a bola dominada.

Em se tratando de um time brasileiro, isso é deplorável.

Coisa do "sabemos sofrer".

Quem se esconde não vai para lugar nenhum.

Grande parte da crônica brasileira acha isso uma maravilha.

Paciência: "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é". Caetano.

A casa de Abel Ferreira não ruiu por completo, depois do gol de Lukaku, porque Tiago Silva deu uma mãozinha.

Algumas constatações.

Nunca a mídia esportiva brasileira disse tanta besteira antes e depois de um jogo.

Em caso de vitória do Palmeiras, certamente que Dona Leila Pereira, com seus olhos fundos, seria apontada como terceira via na disputa pela Presidência da República.

Roman Abramovich (que cara), dono do Chelsea, é o rico mais triste do mundo.

O ócio é o maior mal de todos os vices.