A humildade de Tiago Nunes

Confira a coluna desta terça-feira (8) do comentarista Wilton Bezerra

Tiago Nunes em ação durante treino do Ceará
Legenda: O técnico Tiago Nunes tem contrato no Ceará até o fim de 2022
Foto: Israel Simonton / CSC

Tiago Nunes se disse orgulhoso dos seus jogadores, depois do empate com o Fortaleza.

Tudo bem.

Empatar com o maior rival não é resultado de se jogar fora.

Disse mais: que o Ceará não é o mais bonito e que o time da moda não é o dele. É o de outro bairro.

Só faltou calçar as sandálias da humildade e colocar um passarinho em cada ombro.

Não precisa ser dito que o futebol de hoje é marcado pela modernidade de estilos.

Estar na moda é preciso.

Viver é ser notado.

Desde o ano passado, que o Ceará não chama atenção por um futebol bonito.

Não é pecado perseguir um futebol bonito e eficiente.

Se conseguir isso com o Ceará, Tiago Nunes vai levar o alvinegro à uma posição bem melhor do que o 11º lugar do Brasileiro do ano passado.

Vai estar na moda e, por isso,  chamar a atenção do Brasil inteiro.

No mais, reafirmo que treinadores deveriam abrir mão das coletivas, depois dos jogos.

Quando não são um show de platitudes, falam de um jogo que só eles viram.