Projeto de R$ 300 milhões no Pecém pode baixar preço de combustíveis no Ceará

Exclusivo: Empresa assinou contrato para investir em construção de parque de tancagem de gasolina, diesel e etanol. Serão gerados 450 empregos

Parque de tancagem
Legenda: Parque de tancagem
Foto: Shutterstock

O Grupo Dislub Equador assinou, nesta terça-feira (17), pré-contrato com o Complexo do Pecém (Cipp S/A) para a implantação de um parque de armazenamento de combustíveis líquidos na área do terminal portuário do Pecém. A informação foi obtida com exclusividade por esta Coluna.

O investimento será de R$ 300 milhões, dos quais R$ 200 milhões na primeira fase. Serão gerados 350 empregos na construção e outras 100 vagas durante a operação. A estimativa é que o empreendimento comece a operar em 2025.

De acordo com o CEO da Dislub Equador, Sérgio Lins, o parque, que terá capacidade de armazenar inicialmente 60 milhões de litros, deverá otimizar a logística do mercado cearense de combustíveis.

Redução de preços e maior competitividade

Pecém
Legenda: Executivos assinaram contrato nesta terça-feira (17)
Foto: Divulgação

A expectativa é que o empreendimento ajude a reduzir futuramente os preços dos combustíveis no Estado, que vem apresentando cotações acima da média nacional.

"Sem dúvida, pode reduzir [os preços]. A viabilidade logística que existe é fundamental. Quando você tem uma capacidade maior de armazenagem, você pode ter mais competidores e isso gera eficiência", pontua Lins, em entrevista à Coluna.

Todas as distribuidoras do setor no Estado poderão utilizar o equipamento, que estocará gasolina, diesel, biodiesel, etanol anidro e etanol hidratado.

Vantagens do Pecém

O executivo ressalta que o Complexo do Pecém possui características ideais para a operação. 

“A infraestrutura dos berços, com um dos melhores calados do Brasil, somada ao fato de os tanques serem instalados em uma área estratégica, sem riscos às atividades urbanas, torna o Pecém imprescindível para a continuidade e a expansão das atividades de distribuição de combustíveis no Ceará”.
Sergio Lins
CEO do Grupo Dislub Equador

O CEO do Complexo do Pecém, Danilo Serpa, reforça que o novo negócio vai dinamizar o mercado local. "Estamos falando de uma maior competitividade de custos, objetivando não apenas uma redução de preços ao consumidor final, mas principalmente aumentando o nível do serviço de distribuição de combustíveis no Estado do Ceará e região”, diz Serpa.

 



Assuntos Relacionados