Postos de combustíveis com bandeira branca crescem 40% no Ceará; veja divisão por marca

Número de estabelecimentos com bandeira branca avança em ritmo bem maior que o de marcas tradicionais

Foto: Kid Junior
Página patrocinada por:

O número de postos de combustíveis no Ceará com bandeira branca vem escalando nos últimos anos, enquanto os estabelecimentos de marcas tradicionais apresentam crescimentos tímidos, estabilidade e até redução.

Dados da ANP (Agência Nacional do Petróleo) apontam que, em 2018, o mercado cearense registrava 643 postos com bandeira branca, número que saltou para mais de 900 no cenário atual, uma alta superior a 40%.

Veja também

No mesmo intervalo de tempo, a Vibra (ex-BR), líder no Estado, acrescentou 33 postos a sua rede, um incremento de 10%.

Os postos da Raízen, cuja bandeira é a Shell, eram 212 em 2018 e passaram a 217, o que representa aumento de apenas 2%. Já no caso da Ipiranga, outra bandeira consolidada, foram adicionados 10 postos, saindo de 87 para 97. Percentualmente, a ampliação da rede foi de 10%.

Já a Alesat, dos postos Ale, encolheu 20% no Ceará, passando de 69 postos para 55 em cinco anos.

Postos de combustíveis por bandeira

  • Bandeira branca: 908
  • Vibra (BR): 355
  • Raízen (Shell): 217
  • Ipiranga: 97
  • Alesat (Ale): 55
  • Outras: 223

O que são postos com bandeira branca?

Postos com bandeira branca são os que não pertencem a redes consagradas como Vibra, Shell e Ipiranga. Esses estabelecimentos são geralmente operados por empresários independentes, que compram os combustíveis de distribuidoras e os revendem ao público.

Os postos de bandeira branca costumam oferecer preços mais competitivos, pois não precisam arcar com os custos de marketing e publicidade das grandes redes. Em linhas gerais, também têm mais liberdade para negociar os preços com as distribuidoras.

Esse tipo de posto também pode oferecer uma menor variedade de produtos e serviços, como os programas de fidelidade, do que os de bandeiras conhecidas.



Assuntos Relacionados