Multinacional investe R$ 170 milhões em fábrica de embalagens no Ceará

Investimento de grupo irlandês deve aquecer o já competitivo mercado de produção de embalagens

Smurfit Kappa
Legenda: Fábrica da empresa na Holanda
Foto: Divulgação

O Ceará acaba de garantir mais um empreendimento industrial de grande porte. Com investimento de R$ 170 milhões na fase inicial, a Smurfit Kappa, multinacional fabricante de embalagens, construirá uma nova fábrica em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico do Estado, Maia Júnior, numa segunda etapa, o aporte adicional deve se aproximar do valor inicial investido, podendo o projeto receber ao todo uma injeção superior a R$ 350 milhões.

Mais de 170 empregos devem ser gerados pela empresa, projeta Maia. Com capacidade de produção de 39 mil toneladas, a fábrica deve iniciar as operações até 2025.

Um dos maiores players do mercado de embalagens do mundo, a irlandesa Smurfit Kappa, com sede em Dublin, já possui uma unidade produtora em Maranguape, no bairro Tangueira, mas com potencial produtivo menor.

Mercado em expansão

O novo investimento aquecerá ainda mais o mercado de embalagens no Estado, bastante competitivo, que já conta com outros dois gigantes: a Klabin, com fábrica em Horizonte, e a WestRock, em Pacajus.

Tradicional fabricante de caixas de papelão e embalagens, a empresa, fundada na década de 1930 como Jefferson Smurfit, uniu-se à holandesa Kappa Packaging em 2005 para formar a Smurfit Kappa.

Possui mais de 45 mil funcionários em todo o mundo e produz em 36 países.

Para Maia Júnior, a confirmação do grande investimento confirma o momento sólido da economia do Ceará, que vem crescendo em vários eixos.

"O setor de embalagens é um termômetro importante sobre o comportamento da própria economia. Quando a demanda por embalagens cresce, significa que a economia está crescendo em diversos setores", analisa.

Ele cita ainda que a expansão do segmento reflete o cenário positivo do e-commerce. Nesse contexto, o Ceará vem acumulando novos centros de distribuição, que configuram um pilar importante para a melhoria logística de entregas para o varejo eletrônico.



Assuntos Relacionados