Mercado Livre desiste de Centro de Distribuição no Ceará

Negociações esbarraram em impasse sobre benefícios fiscais

Centro de Distribuição
Foto: Shutterstock

As negociações do Mercado Livre para a instalação de um Centro de Distribuição (CD) no Ceará fracassaram.

Esta Coluna apurou com fontes do setor empresarial que a gigante do e-commerce desistiu da operação após não atingir consenso com o Estado sobre demandas de benefícios fiscais.

Por se tratar da prospecção de um player de forte impacto — com capacidade de geração de centenas de empregos, além do ganho logístico —, a tratativa teve envolvimento de grandes empresários da indústria que cooperaram na tentativa de costurar um acordo.

Uma fonte indicou que, após o insucesso com o Ceará, a empresa voltou os olhos para Pernambuco, que pode ser o próximo alvo nordestino para o CD.

A Coluna acionou o Mercado Livre, mas não obteve resposta.

Fundada na Argentina, a companhia tem no Brasil o principal foco de faturamento, representando 53% da fatia total. Oficialmente, foram anunciados 4 novos Centros de Distribuição no País neste ano, todos para o estado de São Paulo.

Amazon

No ano passado, começou a operar no Ceará o CD da Amazon, empreendimento que vem puxando uma série de outros investimentos no setor de logística para o Estado.

A acirrada concorrência entre as grandes companhias do comércio eletrônico desperta uma corrida para garantir entregas rápidas aos clientes, e os centros de distribuição são peças essenciais nessa disputa.



Assuntos Relacionados