Empresa de produção de coco anuncia nova unidade em Itapipoca com investimento de R$ 196 milhões

A expectativa é que a empresa gere 211 novos empregos diretos e 600 indiretos em 3 anos

Legenda: Governador Elmano de Freitas e CEO da Dikoko, Raimundo Dias
Foto: Carlos Gibaja
Página apoiada por:

A empresa Dikoko, do setor de produção de coco, anunciou nesta segunda-feira (24) um investimento de R$ 196 milhões para construção de nova unidade da empresa em Itapipoca, no interior do Ceará. 

Em reunião com o governador do Estado, Elmano de Freitas, e com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Salmito Filho, o CEO da Dikoko, Raimundo Dias, informou que, em 3 anos, a expectativa é que a empresa gere 211 novos empregos diretos e 600 indiretos.

Raimundo Dias ainda deu detalhes da nova planta industrial para a produção agrícola. Para o primeiro ano, está previsto o montante de R$ 88,8 milhões. Já no terceiro ano, serão investidos R$ 108,8 milhões, totalizando R$ 196 milhões.

Veja também

"O Ceará será um dos grandes celeiros do agro desse país. [...] Essa nova planta de Itapipoca é algo que está nos animando muito. É uma área já de mais de mil hectares plantada e irrigada, onde a indústria vai absorver essa produção e a produção dos vários produtores da região e que irão se instalar. Vamos fazer com que a nossa missão de produzir riqueza seja a nossa vida, seja o que a gente quer fazer de verdade", afirmou o CEO da empresa.

Geração de emprego

A empresa, que já possui uma unidade na cidade de Paraipaba, gera atualmente 674 empregos diretos e 1.050 indiretos. A previsão é contratar 136 novos colaboradores já no primeiro ano na unidade de Itapipoca.

O governador Elmano de Freitas acredita que o novo investimento traz oportunidade de emprego e renda para os cearenses.

"Uma empresa que já tem investimento no estado do Ceará, com plantação de coco, beneficiamento industrial, vendendo para o mercado interno, vendendo e exportando. Isso é muito importante, ela também é do agro, nessa produção de coco, mas também na área da pecuária, e de estar fazendo mais esse investimento no estado do Ceará", disse.

A Dikoko é responsável por distribuir uma gama de derivados de coco, a exemplo de cocos ralados, óleos de coco, água de coco, leites de coco concentrados, açúcar de coco, farinha de coco e linhas congeladas de polpa de coco e cocos ralados, para o Brasil e o mercado internacional.