Em expansão, Brisanet deve gerar mais de 3 mil empregos em 2022

CEO da empresa, Roberto Nogueira afirma que empresa terá "quantidade gigante" de pessoas nos próximos anos

Roberto Nogueira, CEO da Brisanet
Legenda: Roberto Nogueira fundou a Brisanet em 1998, no interior do Ceará
Foto: Kid Júnior/Diário do Nordeste

Com um plano de expansão robusto para os próximos anos, a cearense Brisanet manterá um forte ritmo de geração de empregos.

Em entrevista exclusiva ao Diário do Nordeste, o fundador e CEO da empresa de telecom, Roberto Nogueira, projeta mais de 3 mil contratações em 2022.

"Estamos contratando em torno de 300 a 400 pessoas por mês desde 2020 e vamos continuar nesse ritmo", antecipa.

Somente na sede da empresa em Pereiro, no semiárido cearense, ele destaca, são 2.300 pessoas atuando hoje. "Em cada cidade que abre (a operação da Brisanet), contrata-se gente naquela cidade e também aqui na sede", detalha Nogueira.

Crescimento contínuo

"O processo do 5G vai levar a Brisanet para um tamanho muito grande e essa contratação vai seguir. Daqui a cinco anos, teremos um número gigante de pessoas", diz o executivo.

Em 2019, a empresa recrutou mais de 1.800 trabalhadores e, em 2020, foram 2.800. 

Neste ano, a Brisanet já criou mais de 4 mil empregos nos estados em que atua, o que elevou seu quadro de colaboradores para 8 mil.

Na entrevista, que será publicada na íntegra nesta semana, na sessão Diálogo Econômico, do Diário do Nordeste, Nogueira comenta sobre 5G, o cenário de telecomunicações do País, empreendedorismo e muito mais.



Assuntos Relacionados