Dataprev frustra beneficiários do auxílio emergencial em pleno 1º de abril

Consulta deveria ter sido liberada hoje (1º), conforme havia prometido o Governo Federal

Prédio do Dataprev
Legenda: Dataprev abre apenas amanhã a consulta para beneficiários do auxílio emergencial
Foto: Shutterstock

Deveria ter começado hoje (1º) no Dataprev a pesquisa para saber quem vai receber o auxílio emergencial 2021. Mas não foi desta vez. Quem acessou logo cedo o site esbarrou no aviso "Estamos de mudança" e não conseguiu acessar. "Em breve você poderá consultar os resultados do auxílio emergencial 2021", diz a mensagem.

Após gritar aos quatro ventos que o Dataprev já prestaria este serviço hoje, o Governo Federal retrocedeu e informou, num remendo de última hora, que só vai conseguir deixar o sistema pronto amanhã (2).

Uma trapalhada lamentável, mas não surpreendente, considerando vários episódios de desarranjo técnico e logístico colecionados por esta administração, incluindo a entrega de vacinas no estado errado e repasses equivocados do Fundeb, só para ficar nos mais recentes.

Sobrou para os trabalhadores

Em pleno 1º de abril, apesar de não ter sido uma mentira ou pegadinha, este novo embaraço do Executivo mexe com a ansiedade dos futuros beneficiários do auxílio emergencial, que já tiveram de esperar mais de 3 meses para voltar a receber o dinheiro - e ainda o terão em parcelas muito mais módicas que no ano passado.

Muitos dos 44 milhões que terão acesso ao benefício estão com uma tremenda pressa para saber quando e se poderão contar com esta receita emergencial. Por tudo que têm atravessado, estes trabalhadores merecem respeito e precisão nos serviços prestados pela União.

Confira abaixo mais informações sobre o auxílio emergencial

Confira o calendário do auxílio

Saque em espécie só em maio

De acordo com o calendário da Caixa, o saque em espécie só será liberado a partir do dia 4 de maio.

O objetivo da medida é evitar aglomerações nas agências. O calendário de pagamentos observa as questões sanitárias, diz Guimarães.

Ao lado do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Cidadania, João Roma, Guimarães enalteceu o legado da primeira rodada do benefício, que facilitará os fluxos de transferências neste ano de 2021.

Pagamentos começam dia 6 de abril

O início para o novo auxílio foi confirmado por Bolsonaro para 6 de abril, data que já havia sido antecipada extraoficialmente pelo ministro João Roma.

O benefício cairá primeiro na conta de trabalhadores informais, MEIs (microempreendedores individuais) e pertencentes ao Cadastro Único. A partir do dia 16 de abril, tem início o pagamento a beneficiários do Bolsa Família.

Calendário do auxílio para quem recebe Bolsa Família