Carros chineses ganham espaço no Ceará e já estão entre os 10 mais vendidos

Chegada da Great Wall ao Brasil deve ampliar ainda mais presença chinesa no setor automotivo

Tiggo
Legenda: Carros chineses conquistam novas fatias no mercado automotivo
Foto: Divulgação

Se no passado a chegada de carros chineses ao mercado brasileiro despertava desconfiança dos consumidores, hoje o cenário é outro.

Gradualmente, veículos de montadoras chinesas começam a abocanhar fatias de um setor dominado por gigantes como GM, Fiat, VW e marcas asiáticas consolidadas, do Japão (Toyota, Nissan) e da Coreia do Sul (Hyundai).

No mercado cearense, a sino-brasileira Caoa Chery já assumiu um lugar entre as 10 principais em vendas em 2021, à frente de players mais tradicionais, como Peugeot, Ford e Citroen, segundo o ranking da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Ranking das montadoras no Ceará

  1. Fiat: 21,94% das vendas
  2. GM: 15,74%
  3. Hyundai: 11,91%
  4. VW: 11,10%
  5. Toyota: 10,36%
  6. Jeep: 8,39%
  7. Renault: 6,74%
  8. Honda: 3,20%
  9. Nissan: 3,06%
  10. Caoa Chery: 1,42%

 

No Brasil, no acumulado de janeiro a outubro de 2021, foram mais de 32 mil emplacamentos da marca, que detém 2,5% de share.

De acordo com o presidente em exercício da Fenabrave-CE, Lewton Monteiro, o interesse dos cearenses pelos veículos chineses vem crescendo com robustez.

"Estamos experimentando um aumento significativo com a marca Caoa Chery, atualmente a única chinesa presente em nosso mercado, com grande diferencial tecnológico e todos os produtos produzidos no Brasil nas fábricas da marca em Jacareí e Anápolis", diz à Coluna.

O preconceito com os veículos chineses ficou no passado, garante Lewton. "Hoje em dia, não vejo mais preconceito com o país-sede da marca dos veículos. Penso que o que define a confiança do consumidor é a marca em si, a qualidade de seus produtos, o design, o conteúdo, a segurança e, logicamente, a qualidade na prestação de serviços através de uma rede de concessionários bem estruturada", argumenta.

Ele reforça que o ingresso de novas marcas chinesas no Brasil, com investimentos robustos e o crescimento do segmento de carros elétricos, o volume de vendas de montadoras chinesas "tende a crescer, e muito".

Vem mais carro chinês por aí

A proliferação chinesa ao setor automotivo brasileiro deve se intensificar nos próximos anos com a chegada da Great Wall, fabricante que chega ao País após comprar a fábrica da Mercedes-Benz, que debandou destas terras.

O foco da Great Wall será a produção de SUVs, um segmento que cresce a ritmo acelerado e caiu no gosto dos consumidores nos últimos anos. A categoria, aliás, vem se tornando mais competitiva com lançamentos de diversas montadoras.

Os carros chineses que devem chegar em 2022

Caoa Chery Tiggo 5X Pro

Caoa Chery Tiggo 5X Pro
Legenda: Caoa Chery Tiggo 5X Pro
Foto: Divulgação

BYD Han

BYD Han
Legenda: BYD Han
Foto: Divulgação

Caoa Chery Tiggo 7 Pro

Caoa Chery Tiggo 7 Pro
Legenda: Caoa Chery Tiggo 7 Pro
Foto: Divulgação

BYD Song Plus

BYD Song Plus
Legenda: BYD Song Plus
Foto: Divulgação

Great Wall Poer

Great Wall Poer
Legenda: Great Wall Poer
Foto: Divulgação

BYD Tang

BYD Tang
Legenda: BYD Tang
Foto: Divulgação

Great Wall Haval H6

Great Wall Haval H6
Legenda: Great Wall Haval H6
Foto: Great Wall Haval H6

Caoa Chery Tiggo 8 Pro

Caoa Chery Tiggo 8 Pro
Legenda: Caoa Chery Tiggo 8 Pro
Foto: Divulgação

Caoa Exeed LX

Caoa Exeed LX
Legenda: Caoa Exeed LX
Foto: Divulgação

Great Wall Haval Jolion

Great Wall Haval Jolion
Legenda: Great Wall Haval Jolion
Foto: Divulgação

 

 



Assuntos Relacionados