Cade reprova compra de plano de saúde do Sergipe pela Hapvida

Negócio estava avaliado em R$ 57 milhões

Hospital Hapvida
Legenda: Aquisição da Plamed foi reprovada pelo Cade
Foto: Divulgação

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) reprovou a compra da Plamed, operadora de planos de saúde de Sergipe, pela Hapvida. 

O negócio havia sido anunciado em dezembro de 2019, por um montante de R$ 57,5 milhões.

O protocolo do Cade prevê que, a partir de agora, o processo será arquivado. As empresas, se almejarem insistir em prosseguir com a transação, precisam formalizar nova operação, modulando os pontos que levaram ao sinal vermelho pelo órgão antitruste.

Entrave

A operação obtivera o aval do Cade em fevereiro, contudo, com pontos de restrição. A autarquia exigiu que parte da carteira de planos de saúde da Plamed, em Sergipe, fosse vendida a algum concorrente. Conforme o Cade, a Hapvida não cumpriu tal critério. A Plamed tem uma base de 26 mil usuários, concentrados na região de Aracaju.

Em comunicado ao mercado, a Hapvida informou que "segue avaliando as alternativas de próximos passos diante da referida decisão e manterá o mercado informado de eventuais desdobramentos sobre o assunto".



Assuntos Relacionados