Encontro de Luizianne com Izolda Cela fortalece a vice-governadora entre pré-candidatos do PDT

Esse foi o primeiro encontro entre as lideranças políticas femininas dos dois partidos

Luizianne Lins e Izolda Cela
Legenda: Luizianne Lins e Izolda Cela marcam ponto importante na estratégia de PT e PDT em 2022
Foto: Divulgação

Há meses PT e PDT têm sofrido desgastes na definição da composição da chapa que deve disputar a sucessão de Camilo Santana (PT) no Governo do Estado. O conflito tem a deputada federal Luizianne Lins (PT) no centro do debate pelas rusgas que acumula com os ex-governadores Ciro e Cid Gomes (PDT) e o ex-prefeito Roberto Cláudio (PDT); além da defesa pela formação de um palanque no Ceará para o ex-presidente Lula, pré-candidato a presidente. 

O encontro, nesta segunda-feira (21), de Luizianne com a vice-governadora Izolda Cela (PDT), fortalece a pedetista na disputa entre os pré-candidatos do PDT, que deve indicar a cabeça de chapa na aliança. 

A vice e a ex-prefeita de Fortaleza conversaram por pouco mais de uma hora, segundo a assessoria de Luizianne, sobre assuntos relacionados ao Estado. A petista teria saído do encontro satisfeita. E é importante destacar que ambas nunca cumpriram agenda institucional juntas ou mesmo tiveram encontros de bastidores.

Na disputa de pré-candidatos do PDT, que tem ainda Roberto Cláudio; o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, Evandro Leitão; e o deputado federal Mauro Filho; Izolda mostra que pode transitar bem até entre lideranças com quem o PDT tem dificuldade de se reaproximar.

É mais um ponto para a vice-governadora na disputa pré-eleitoral. A partir de 2 de abril, Izolda deve assumir o Governo do Estado com a descompatibilização do governador Camilo Santana para disputar vaga no Senado. 

A pré-candidata do PDT vai, então, atuar diretamente nos meandros de um governo, tendo de lidar com articulações com o Legislativo, com os prefeitos e com as lideranças dos partidos aliados. Se for candidata, já disputa como reeleição, portante terá apenas quatro anos de mandato.

Eleitorado na Capital

O aceno positivo ao lado de Luizianne Lins fala também para uma base eleitoral importante na Capital. Vale lembrar que a disputa pela Prefeitura em 2020 foi acirrada e teve quase vitória de Capitão Wagner (Pros), atual pré-candidato ao Governo, contra José Sarto (PDT). 

O mapa dos votos de Luizianne e Capitão Wagner em 2018 mostra, por exemplo, que eles atendem a públicos em regiões semelhantes em Fortaleza e no município vizinho Caucaia.

Desde a disputa pelo Executivo municipal em 2012, Luizianne nunca escondeu o desafeto com o ex-prefeito Roberto Cláudio - um dos favoritos no grupo governista para a sucessão de Camilo, mas que, além dos desgastes naturais dos oitos anos de gestão municipal, antagoniza diretamente com Wagner durante esse tempo - o que favorece a estratégia da oposição. 

O encontro, acertado por interlocutores de ambas as partes, pode não decidir os rumos da aliança, mas abre caminhos necessários na estratégia da base governista no Estado, afinal, o tempo corre.



Assuntos Relacionados