Presidente do PDT rebate Evandro: 'desrespeito é chegar atrasado, ficar meia hora e ir embora'

Rusga entre correligionários expõe embate interno no Partido que deve indicar um candidato a governador

Legenda: Carlos Lupi entrou no embate com os correligionários e reforçou que tem direito de manifestar sua opinião
Foto: Thiago Gadelha

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, rebateu a crítica feita a ele pelo presidente da Assembleia Legislativa, Evandro Leitão, e por um grupo de parlamentares do partido na Casa. Para Lupi, desrespeitoso foi Evandro, que chegou atrasado ao encontro do PDT só passou cerca de meia hora. 

Um grupo de deputados estaduais do PDT fez crítica ao apoio público de Lupi a Roberto Cláudio, em detrimento dos outros três pré-candidatos do partido. Essa fala causou desconforto entre os correligionários. Ao todo, 10 dos 13 deputados pedetistas disseram concordar com Evandro em relação à manifestação de preferência no partido. 

“Inadequado e desrespeitoso é o deputado Evandro Leitão, que mesmo sendo do PDT, chegou ao encontro do partido atrasado, ficou cerca de meia hora e foi embora. Independente de ser o presidente nacional do PDT, vivemos em uma democracia e tenho direito de manifestar minha opinião”.
Carlos Lupi
Presidente Nacional do PDT

O presidente da Assembleia também enviou nota a esta coluna após a fala do presidente nacional, no sentido de encerrar o assunto:  “Não entrarei nesse jogo de desagregação que querem plantar no PDT no Ceará. Nosso projeto aqui não permite isso”.

O debate entre os deputados estaduais do partido continuou nada amistoso entre os correligionários. Alguns cogitam levar o tema para debater no plenário da Assembleia.