Prevenidos, condomínios residenciais de Fortaleza fazem reformas

Prédios de 30, 35, 40, 50 anos de idade – a maioria de 12 andares e com dois apartamentos por andar – deterioraram-se ao longo do tempo. E mais: 1) Gomes de Matos lança "A Nova Gestão"; 2) Esmaltec vai à Feira Yes Showroom

Legenda: Para evitar riscos de desabamento, como o do edifício Andrea (foto), condomínios residenciais de Fortaleza fazem reformas
Foto: Diário do Nordeste / Gustavo Pellizzon

Edifícios residenciais antigos, que abrigam condomínios de moradores de todas as faixas de renda, estão passando, neste momento, por reformas – a maioria estruturais – para evitar qualquer trágica surpresa.
 
Prédios de 30, 35, 40, 50 anos de idade – a maioria de 12 andares e com dois apartamentos por andar – deterioraram-se ao longo do tempo. 

A intempérie atacou o revestimento externo, feito quase todo de material cerâmico, e também os ferros usados nas armações de concreto, que agora surgem nas colunas e vigas das edificações, podendo ser notados pelo olhar menos apurado. 

No bairro da Aldeota, são muitos os edifícios condominiais que passam hoje por reformas, algumas das quais incluem, por exemplo, a instalação de novas tubulações hidráulicas para garantir o que não existia antes: a individualização da rede de água e de sua conta mensal, algo que só os prédios modernos, de construção recente, oferecem. 

Os engenheiros e construtores Dênio Maynard e João de Deus Saraiva Neto, donos da JDS Construções, são especialistas nesse tipo de reforma. 

Eles disseram à coluna que o desabamento do edifício Andréa, na rua Joaquim Nabuco, 2425, no bairro de Dionísio Torres, ocorrido em outubro de 2019, alertou não só as autoridades da Prefeitura de Fortaleza, mas principalmente os condomínios para a necessidade de ser feita uma inspeção técnica na estrutura dos prédios residenciais e até comerciais.

Maynard e Saraiva Neto revelam que há várias empresas construtoras – a grande maioria de pequeno porte, incluindo a JDS – dedicadas ao serviço de reformar prédios residenciais antigos na capital cearense. 

Antes de a reforma efetivamente começar, há uma prévia inspeção técnica, visual, que inclui o teste de percussão nas fachadas e nas áreas estruturais (vigas e colunas). É aí que se notam os riscos de queda do material cerâmico, que tem de ser substituído.

Dependendo do porte do condomínio e dos condôminos, a reforma poderá ser “a mínima possível, que garanta a estrutura do edifício, ou a aconselhável, que inclui outros itens, como a troca dos materiais do revestimento, por exemplo”, uma providência que só condôminos de renda mais alta podem suportar, como explicam os dois engenheiros.

Na Aldeota, dois edifícios de apartamentos, um ao lado do outro, localizados na rua Osvaldo Cruz e ocupados por oficiais do Exército, estão passando por reformas estruturais, em fase final de acabamento. Foi trocado todo o revestimento das fachadas dos dois prédios, que ganharam outra vez a aparência de novo.

No mesmo bairro, começarão a ser reformados em fevereiro, os edifícios condominiais Residencial Flamengo e Jacques Villon, enquanto seguem as reformas estruturais dos edifícios Haiti, República do Líbano e Magna Abolição, para citar só os que a JDS Edificações está reformando.
 
GOMES DE MATOS LANÇA “A NOVA GESTÃO”

Foi lançado nesta semana o novo livro do empresário, economista e sócio fundador da Gomes de Matos Consultores Associados, Eduardo Gomes de Matos. 

Com o título "A Nova Gestão", o livro tem vários Objetivos, segundo o seu autor: auxiliar líderes a captar e observar mudanças e desafios, unir pessoas pelo propósito, inspirar, inovar continuamente, interpretar sinais, antecipar-se e adaptar-se para entregar grandes resultados. 

A publicação contém princípios e práticas que permitem entregar mais valor em mercados de rápidas mudanças.

Segundo Eduardo Gomes de Matos, não dá para pensar no futuro com a cabeça de hoje. "Não dá para usar os mapas atuais para chegar a destinos novos e desconhecidos", adverte ele. 

ESMALTEC VAI Á FEIRA YES SHOWROOM

Empresa do Grupo Edson Queiroz, a Esmaltec – líder do mercado nacional de fogões – participará, pela terceira vez, da Feira Yes Showroom, que acontecerá, neste ano, em São Paulo entre os dias 8 e 10 de fevereiro, no Parque Anhembi.
 
O evento terá o formato de showroom, que é um jeito novo de fazer negócios nos setores moveleiro, de eletros e colchões, em todo o país.
 
A Esmaltec exporá na feira 30 dos seus produtos, entre os quais três são novos: o novo Gelágua Espaço Refrigerado, único do Brasil com funções de água quente, gelada e com um espaço refrigerado; o novo forno de embutir Gourmet, com capacidade de 71 litros, vidro triplo e botões em alumínio; e o fogão Diamante Glass com duplo forno, que permite preparar duas receitas ao mesmo tempo.