Evangelho de hoje 22/01 (Mc 3,20-21)

Nós, humanos, temos a nossa visão limitada e superficial

Legenda: Somos chamados (as) de alienados (as), fanáticos (as), quando saímos pelo mundo falando as mensagens do Evangelho.
Foto: Divulgação

Naquele tempo: Jesus voltou para casa com os discípulos. E de novo se reuniu tanta gente que eles nem sequer podiam comer. Quando souberam disso, os parentes de Jesus saíram para agarrá-lo, porque diziam que estava fora de si. 

Reflexão – “Nós, humanos, temos a nossa visão limitada e superficial” 

Assim como nós, Jesus também sofreu incompreensões e foi mal interpretado nas Suas ações. Até as pessoas da sua família não entendiam a Sua missão e a Sua proposta libertadora em favor dos mais necessitados. À medida que Jesus curava as pessoas eliminando as raízes da marginalização, expulsando os espíritos maus e dando a elas dignidade, mais O procuravam e O cercavam a ponto de que Ele não tivesse mais tempo nem de comer. Por isso, Ele era considerado louco e se organizavam para impedi-Lo. Nós também, muitas vezes somos incompreendidos nas nossas ações, até dentro da nossa própria casa, na nossa família ou junto àqueles que convivem conosco! É difícil também para as pessoas entenderem quando nós nos voltamos para as ações em favor dos mais necessitados ou quando começamos a desvalorizar as coisas terrenas e iniciamos um processo de conversão; as pessoas nos criticam porque “perdemos muito tempo” em coisas que não nos dão lucro! Somos chamados (as) de alienados (as), fanáticos (as), quando saímos pelo mundo falando as mensagens do Evangelho ou tentando ajudar a tanta gente que sofre. No entanto, quando aderimos às coisas que o mundo nos oferece e entramos na roda dos que valorizam os prazeres efêmeros, quando nos detemos em ganhar dinheiro para ter sucesso, aí então, nós somos aplaudidos (as) e incensados (as).  Isso acontece porque nós, humanos, temos a nossa visão limitada e superficial e não nos deixamos esclarecer pelo Espírito de Deus que mora em nós. Fazemos coisas erradas, por ignorância e não entendemos a profundidade de Deus, ficamos no superficial e imaginamos esta vida como o objetivo central da nossa existência. Jesus também passou pelo crivo dos homens.   – E você? Como tem sido o seu julgamento diante do mundo? Você é considerada uma pessoa normal que vive como a maioria? – Ou você também já foi apelidado (a) de exagerado (a) por causa do reino de Deus? – O que dizem de você os seus amigos, suas amigas, quando deixa algum lazer para ir à Igreja ou ao Grupo de Oração?  - Alguém já o chamou de fanático?

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO