Ceará e Fortaleza: o pecado de perder tantos gols claros

Leão e Vovô ficaram no empate nesse fim de semana, mas não fossem tantas chances claras desperdiçadas, poderia ter sido melhor

Imagem dos jogos Ceará x São Paulo e Grêmio x Fortaleza
Legenda: Imagem dos jogos Ceará x São Paulo e Grêmio x Fortaleza
Foto: Kid Júnior (SVM) / Divulgação Grêmio

Assim como no fim de semana passado, Ceará e Fortaleza ficaram no empate. Resultados que não foram ruins, mas poderiam e até deveriam ter sido melhores.

O Vovô, mais uma vez, pecou demais na hora de "botar a bola para dentro". O abuso de chances claras que acabam não sendo concluídas em gol, chamou a atenção novamente.

O desenho da partida acabou sendo bem parecido com o diante do Atlético-MG. Abre o placar, recua, chama o adversário para o seu campo e, ao tomar o empate, volta a propor o jogo.

Dessa vez não houve o gol no último lance, mas as chances apareceram. Mendoza não pode ser tão deficiente nesse fundamento, como tem sido. 

Para se ter uma ideia, o artilheiro do Ceará na temporada é Saulo Mineiro, que é outro que claramente tem problemas com a questão da finalização.

De qualquer forma, um ponto contra o São Paulo não considero como um resultado ruim. É seguir evoluindo.

O Fortaleza foi a Porto Alegre encarar o Grêmio e era sabida a difícil missão, mesmo o adversário estando muito mal no campeonato.

O jogo foi muito agradável de assistir. Chances para os dois lados, muita correria, disposição e qualidade até a "página 2". Faltou, e muito, a qualidade na hora de finalizar.

Sem tirar os méritos do goleiros Felipe Alves e Chapecó, foram dois pênaltis perdidos. Robson perdeu sem goleiro e  Pikachu errou até o rebote da penalidade com o gol aberto.

Volta com um pontinho conquistado depois de dois jogos fora de casa. Não é de todo ruim, mas dava para ser melhor.