Guto x Vojvoda: Clássico-Rei marca primeiro confronto entre treinadores de estilos diferentes

Duelo de estratégias entre os técnicos será um capítulo a parte no Clássico-Rei

Guto Ferreira do Ceará na beira do campo e Vojvoda com dedo levantado em treinamento
Legenda: Guto e Vojvoda possuem estilos táticos diferentes
Foto: Thiago Gadelha-SVM / Leonardo Moreira-Fortaleza

O Clássico-Rei deste sábado (15), pelo Campeonato Cearense, colocará frente a frente os técnicos Guto Ferreira e Juan Pablo Vojvoda pela primeira vez. O inédito confronto entre treinadores será um elemento a mais no segundo duelo entre Ceará e Fortaleza nesta temporada, com um confronto entres estilos diferentes.

Guto consolidado

Guto Ferreira tem um trabalho consolidado no Ceará. Há mais de um ano no clube, é bem visto pela torcida pelos bons resultados (campeão da Copa do Nordeste 2020, finalista em 2021, boa campanha no Brasileirão e na Copa do Brasil 2020 e também na Sul-Americana 2021) e também pela identidade que criou no clube.

O Ceará da temporada 2020 se caracterizou por uma forma mais reativa de atuar, com organização defensiva, ocupação de espaços, intensidade na marcação e apostando em transições rápidas, para chegar em condição de finalização com verticalidade e objetividade, com poucos toques na bola.

Guto Ferreira esfrega as mãos à beira do campo
Legenda: O técnico Guto Ferreira montou um Ceará competitivo em todas as disputas
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Tem uma forma muito clara de defender, no 4-4-2, com compactação entre as linhas e proteção do corredor central, geralmente induzindo o adversário a tentar atacar pelos lados do campo e obrigando a alçar bolas na área, o que é um ponto forte da defesa alvinegra, que é bastante sólida.

No ataque, conta com a velocidade dos pontas e a criatividade do meia-central (geralmente Vina) para conectar os contra-ataques com rapidez.

O padrão é o mesmo independente dos jogadores escalados. Todos conhecem o modelo de jogo e entendem a dinâmica de execução.

Vojvoda iniciando

Vojvoda em reunião com o elenco do Fortaleza
Legenda: Mesmo em pouco tempo, Vojvoda tem bom trabalho no Fortaleza
Foto: Leonardo Moreira / Fortaleza

Por outro lado, o técnico Vojvoda vive situação oposta no Fortaleza. Não tem nem uma semana de clube e realizou somente um jogo no comando do Tricolor. A goleada por 6 a 1 sobre o Crato, na quarta-feira (12), não é parâmetro de análise, mas foi possível ver algumas características de trabalhos anteriores do argentino, como intensidade, marcação mais alta e realização de perde-pressiona com velocidade. Taticamente, a equipe se postou no 4-1-4-1, com muita ocupação de espaços no setor ofensivo.

O perfil de Vojvoda se dá muito mais pelos trabalhos realizados em Defensa y Justicia, Talleres, Huracán e, especialmente, o mais recente, no Unión La Calera.

O argentino de 46 anos busca, em suas equipes, o estabelecimento de um jogo mais posicional, com gosto pela posse de bola e ocupação racional de espaços, que varia de acordo com a localização da bola. Muita intensidade e um jogo mais construído desde os defensores, com trocas de passes curtos, oferecimento de apoio constante (não havendo espaçamento demais entre os jogadores e setores).

A busca é sempre o gol adversário. Verticalidade e estratégia para atacar o oponente em busca de uma situação de finalização. O problema é que o tempo é curtíssimo, foram apenas cinco dias de treinamentos. O desafio é conseguir, muito mais na base da conversa e das demonstrações em vídeos, fazer com que a equipe possa se comportar de forma competitiva contra o maior rival.

Cenário imprevisível

Mesmo ciente das características dos dois treinadores e dos estilos diferentes, não é possível afirmar com precisão qual será o comportamento das equipes e nem o cenário do Clássico-Rei. O Ceará tem demonstrado mais gosto pela bola e por tentar envolver os adversários na temporada 2021, e o Fortaleza, justamente pelo curto tempo sob comando do novo treinador, deve adotar postura mais cautelosa e correndo menos riscos.

O duelo de comportamentos e estratégias será um interessante elemento neste duelo tão marcado pelo equilíbrio.