Fortaleza mostra maturidade para chegar nas quartas e tem chance de fazer história na Copa do Brasil

Tricolor eliminou o CRB e está entre os oito melhores da Copa do Brasil

Wellington Paulista comemora gol com Yago Pikachu
Legenda: Wellington Paulista foi o grande nome do duelo do Fortaleza contra o CRB
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Nada de empate. Mesmo com a vantagem, o Fortaleza venceu o CRB novamente, desta vez por 1 a 0, e totalizou 3 a 1 no confronto com o time alagoano, assegurando classificação às quartas de final da Copa do Brasil de forma incontestável. Já garantido entre os oito melhores times do torneio, o Tricolor iguala campanha histórica e tem arrecadação recorde. Tudo isso com merecimento e mostrando maturidade, diga-se.

A campanha do Fortaleza na Copa do Brasil é construída com superioridade em todos os duelos que fez. Foi assim contra Caxias-RS, Ypiranga-RS, Ceará e agora o CRB. Em seis jogos, venceu cinco e empatou um, com nove gols marcados e apenas dois sofridos.

O time comandado pelo argentino Juan Pablo Vojvoda é sólido, organizado e competitivo. Comprova isso até mesmo na dificuldade, quando precisa mostrar maturidade para superar uma derrota dolorida no Clássico-Rei para o rival Ceará, por exemplo.

Mesmo em jogos que não é brilhante ou vistoso, consegue se impor e controlar a partida de forma segura, como no duelo de volta contra o time alagoano.

O sorteio dos confrontos das quartas de final da Copa do Brasil será realizado nesta sexta-feira (6), às 15 horas, na sede da CBF. E pela bola que vem jogando, o Fortaleza pode, sim, acreditar que tem condições de chegar ainda mais longe, avançar de forma inédita às semifinais e seguir fazendo história no torneio.

MARCA HISTÓRICA E RECEITA RECORDE

Jogadores do Fortaleza comemoram e Wellington Paulista faz selfie com celular na mão
Legenda: Wellington Paulista marcou os três gols contra o CRB
Foto: Bruno Oliveira/Fortalezaec

E independente do que aconteça agora, já conquistou uma marca histórica, igualando o melhor desempenho da história do Fortaleza na competição, obtido em 2001, quando também chegou às quartas de final. Naquele ano, acabou sendo eliminado pela Ponte Preta.

Além disso, assegurou também arrecadação recorde. Nunca antes o Fortaleza havia arrecadado R$ 9.91 milhões por participação na Copa do Brasil. R$ 3.45 milhões só por estar nas quartas, e com a possibilidade de faturar ainda mais R$ 7.3 milhões em caso de classificação às semifinais.