Com melhor desempenho, Tiago Nunes supera aproveitamento de Guto pelo Ceará no Brasileirão

Nos bastidores, o trabalho de Tiago Nunes é bem avaliado não somente pelos resultados, mas pela metodologia de treinamentos utilizada no dia a dia. Com maior repertório, técnico tem melhorado o desempenho ofensivo do Alvinegro

Tiago Nunes com a mão levantada comemorando gol do Ceará
Legenda: Tiago Nunes tem feito o Ceará evoluir de desempenho nos últimos jogos
Foto: Kid Junior/SVM

O Ceará vive momento de ascensão no Campeonato Brasileiro. Com quatro vitórias nos últimos cinco jogos, o Alvinegro chegou aos 45 pontos, subiu na tabela e agora já está de olho no G-8 e em uma vaga na Taça Libertadores. O bom momento passa, também, pelo técnico Tiago Nunes, que superou o aproveitamento de Guto Ferreira na Série A.

Com o técnico gaúcho de 42 anos, o Alvinegro tem a 6ª melhor campanha do 2º turno do Brasileirão, com 21 pontos conquistados e 50% de aproveitamento.

Na goleada por 4 a 0 sobre o Fortaleza, no Clássico-Rei da última quarta-feira (17), Tiago completou 15 jogos no comando do Vovô, com cinco vitórias, seis empates e quatro derrotas. Foram 16 gols marcados e 14 gols sofridos, com um aproveitamento de 46,7% dos pontos disputados.

Pelo Brasileirão, Guto comandou o Ceará em 18 partidas, com cinco vitórias, nove empates e quatro derrotas. O aproveitamento foi de 44,4%, com 19 gols marcados e 19 sofridos.

O detalhe: com três jogos a menos, Tiago Nunes igualou o número de vitórias do antecessor e está a três gols de igualar também a quantidade de gols marcados.

Melhor desempenho

Tiago Nunes é o atual técnico do Ceará
Legenda: O técnico Tiago Nunes busca consolidar o trabalho no Ceará durante a temporada de 2021
Foto: Thiago Gadelha / SVM

Os números são importantes indicadores, mas não os únicos. É preciso observar, principalmente, o campo. Desempenho e performance. No geral, o Ceará de Tiago Nunes tem sido mais propositivo e protagonista que era com Guto. É uma equipe menos burocrática, que apresenta mais repertório ofensivo, com maior capacidade de articulação, de envolver os adversários e criar situações claras de gol.

Prova disso é que os jogos em que o Ceará mais finalizou no Brasileirão foram com Tiago Nunes, contra Chapecoense e Bragantino, com 23 finalizações nas duas ocasiões. Com Guto, não houve nenhum jogo que bateu a marca de 20 finalizações. Contra o Massa Bruta, também, foi o jogo que o Alvinegro mais teve chances de gol (11), segundo o Instat, software de análise de desempenho.

Além disso, em 11 das 15 partidas sob comando do atual técnico, o Ceará marcou ao menos um gol. Em apenas quatro ocasiões saiu de campo sem balançar as redes adversárias. Com Guto Ferreira, o Alvinegro não marcou gols em seis de 18 jogos na Série A.

Legenda: O Ceará de Guto era competitivo, mas burocrático
Foto: Fabiane de Paula / SVM

Bastidores

Tiago Nunes em treinamento do Ceará
Legenda: Tiago Nunes completou dois meses no Ceará
Foto: Thiago Gadelha/SVM

Esta Coluna apurou, com fontes que vivem o dia a dia do clube, que há uma diferença considerável entre as metodologias de treinamentos de Tiago Nunes e de Guto Ferreira. Com maior repertório e amplo leque de atividades, sobretudo com ênfase para a fase ofensiva do jogo, o atual treinador consegue apresentar dinâmicas diferentes no decorrer das sessões, algo que tem gerado até maior engajamento com os atletas.

Os treinos de Guto eram considerados bons, também, mas a sensação era de que já havia "batido no teto", e não tinha mais muita margem de extrair algo de diferente. Além de que focava em um outro estilo de jogo, mais reativo.

"Ele é um treinador que equilibra mais isso (ofensividade), gosta de dar funções diferentes para os jogadores, inovar. Trazemos um novo ânimo e começo para os jogadores se desenvolverem mais. Acaba mexendo na panela em um momento que vamos ter uma virada na campanha. O segundo turno sempre tem situações diferentes e precisávamos de algo novo", disse o presidente Robinson de Castro na época da troca.

Quando o Ceará optou pela mudança de comando técnico, trocando Guto Ferreira por Tiago Nunes, havia uma intenção clara. O tempo ainda é curto e o trabalho precisará ser consolidado com continuidade, mas o Ceará agora apresenta perspectivas de evolução de desempenho e bons resultados.