Análise: vitória do Ceará sobre o Atlético-MG vale muito mais que três pontos

Resultado foi importantíssimo para garantir mais tranquilidade e renovar a confiança do Alvinegro

Jogadores do Ceará comemoram gol marcado
Legenda: Jogadores do Ceará festejaram bastante o gol de Lacerda
Foto: Kid Jr/SVM

Alívio e muita alegria. Sem dúvidas, são estes os principais sentimentos de jogadores, torcedores, funcionários, membros da comissão técnica e diretoria do Ceará após o triunfo por 2 a 1 sobre o Atlético-MG, na noite desta quinta-feira (24). É, sem dúvidas, uma vitória que vale muito mais que três pontos.

Por todo o contexto, o Alvinegro precisava reencontrar o caminho dos resultados positivos o mais rápido possível. A última vitória havia sido conquistada no dia 30 de maio, contra o Grêmio, na estreia do Brasileirão. Quase um mês sem ganhar nenhum jogo.

Era somente o resultado postiivo que iria assegurar melhora no ambiente e garantir mais tranquilidade para a sequência da temporada e do trabalho do técnico Guto Ferreira.

Postura diferente

Lima comemora gol marcado
Legenda: Lima abriu o caminho na vitória do Ceará
Foto: Kid Jr/SVM

E a vitória foi conquistada muito por conta da postura que o time apresentou no primeiro tempo. Assim como foi contra o Internacional, o Ceará fez ótima atuação na etapa inicial. Foi totalmente superior ao Galo, abriu o placar logo cedo, com Lima, e quase amplia em duas oportunidades com o próprio camisa 45, que parou em ótimas defesas de Everson. 

Apesar da falha no gol, o arqueiro atleticano fez ainda outra ótima defesa em finalização de Jorginho e evitou que o placar fosse mais dilatado antes do intervalo. 

O desempenho do Ceará nos 45 minutos iniciais foi bastante animador contra um dos candidatos ao título do campeonato. O problema foi que essa atitude não se manteve.

Queda de intensidade

Fernando Sobral disputa bola com jogador do Atlético-MG
Legenda: Fernando Sobral é titular absoluto no meio de campo do Ceará
Foto: Kid Jr/SVM

E aí ocorreu o grande erro do Ceará na partida. Baixou a intensidade, recuou demais e viu o Atlético ganhar campo e aumentar o volume de jogo. Algo até compreensível, tendo em vista que o time mineiro foi todo pra cima (Cuca chegou a colocar 4 atacantes) e pressionava em busca do empate. 

O problema é que o time da casa não conseguiu conectar contra-ataques e com isso limitou-se a ficar na defensiva.

O gol parecia ser questão de tempo, até que Gabriel deixou tudo igual.

Vitória suada

Jogadores do Ceará comemoram gol
Legenda: Gol no fim foi bastante celebrado pelos alvinegros
Foto: Kid Jr/SVM

Mas o Ceará mostrou algo que tanto lhe era cobrado: poder de reação. Foi pra cima em busca do gol da vitória e acabou premiado no último lance do jogo, em falta sofrida por Mendoza que Vina cobrou e Gabriel Lacerda marcou, com colaboração gigante de Everson.

E a vitória foi conquistada. Não importava como fosse, jogando bem ou jogando mal, o Ceará precisava vencer um jogo para dar uma reviravolta neste momento turbulento. O resultado contra o Galo garante tranquilidade, renova a confiança, assegura uma perspectiva mais positiva e deixa o time mais confortável na tabela.

Vale muito mais que três pontos.