Qual a melhor estratégia de investimentos para 2022?

Legenda: Para uma carteira mais ofensiva, fundos de ações, ações com foco em dividendos e crescimento representam oportunidade interessante
Foto: Shutterstock

A virada do ano, momento em que fazemos uma série reflexões e planos, é momento ideal para decidir qual estratégia de investimentos devemos adotar para potencializar os rendimentos financeiros e defender nosso capital.

Para ajudar o nosso leitor, este colunista conversou com dois profissionais do mercado financeiro, de forma a jogar luz sobre as possibilidades de investimentos mais atrativas para o ano de 2022.

Estratégia de investimentos vencedora

O sócio e analista chefe da Grifo Asset, Rafael Gama, inicialmente lembra que a estratégia vencedora, no ano de 2021, foi aquela voltada para os ativos atrelados à inflação e investimentos no exterior, este beneficiado pela performance positiva da bolsa americana e potencializado pela subida do dólar.

Para 2022, Rafael Gama aponta que os países emergentes, entre eles o Brasil, estão fortemente descontados, ou seja, mais baratos, e que por isso traz oportunidades de investimentos no mercado de capitais, sobretudo em Small Caps, que são empresas de menor valor de mercado, quando comparada com as grandes empresas, mas de potencial de crescimento elevado.

Gama acrescenta que em razão do cenário econômico, com juros em alta e questões relacionadas à política fiscal, os títulos pós-fixados, que acompanham a trajetória dos juros, são interessantes para o investidor. Se o horizonte for de longo prazo, os títulos pré-fixados podem ser alternativa interessante, muito embora deva apresentar volatilidade no tempo, em razão da marcação a mercado.

Melhores alternativas de investimentos para 2022

O sócio e assessor de investimentos Joel Rodrigues, da Oikos Investimentos, escritório credenciado ao Safra Invest, lembra que os anos de eleições presidenciais apresentam elevadas oscilações, e por isso, o investidor deve adequar sua estratégia para proteção da carteira, mas também é momento propício para excelentes oportunidades de investimentos.

Na montagem da carteira para 2022, Joel Rodrigues relata que a identificação do perfil do investidor é o ponto de partida e a partir dele deve ser escolhido os produtos de investimentos mais adequados aos seus objetivos.

Para os investidores que tem perfil de baixo risco, o Tesouro Selic, CDBs atrelados ao CDI, LCA, LCI e Fundos DI, são as sugestões de Rodrigues. Para aqueles investidores enquadrados de médio risco, que pensam com horizonte temporal mais longo, o Tesouro Pré-fixado, Tesouro IPCA, Fundos Imobiliários e Fundos Multimercados, devem estar no radar das alternativas de investimentos.

Para uma carteira mais ofensiva, que busca aproveitar as oportunidades de ativos mais baratos, Joel Rodrigues diz que os fundos de ações, ações com foco em dividendos e crescimento, além de investimentos no exterior, são as alternativas mais interessantes para este perfil de investidor.

Para identificar bons ativos empresariais para investir, Joel Rodrigues esclarece que devem ser buscadas empresas que apresentem retorno frente ao capital investido, estabilidade nos resultados, baixo endividamento, pagadoras de dividendos, gestão eficiente e eficiência operacional.

O que se espera, de forma geral, é que o ano de 2022 será uma “viagem com emoção”. Eventos políticos, econômicos e sanitários certamente promoverão impactos nos investimentos. Os mares revoltos, tempestades, e evidentemente, oportunidades, sempre estarão na jornada do investidor.

Por fim, caro leitor, busque a estratégia de investimentos que o faz sentir mais confortável. A escolha de produtos de investimentos adequados ao seu perfil e objetivos, com auxílio de profissional do mercado, é a combinação inteligente para seu sucesso financeiro em 2022.

Grande abraço e desejo a todos um Feliz Ano!

Este texto reflete, exclusivamente, a opinião do autor.



Assuntos Relacionados