Fundos de Investimentos e suas múltiplas possibilidades

calculadora, contas e caneta
Legenda: Uma carteira de investimentos diversificada, fundamentada pelas modernas técnicas de finanças, reduz os riscos e potencializa os retornos no longo prazo
Foto: Pixabay

O mercado financeiro avança e as oportunidades de investimentos ficam cada vez mais acessíveis ao público em geral, sobretudo pela facilidade de operar no mercado, de forma digital, com custos reduzidos e diferentes alternativas de investir.

Apesar da facilidade na hora de investir, conhecimento é essencial. Orientação especializada, com informações das características dos produtos financeiros, especialmente sobre riscos, também é fundamental.

Para os investidores, que estejam em diferentes níveis de recursos e conhecimento, os fundos de investimentos, com suas múltiplas possibilidades, devem sempre estar no radar dos aplicadores.

Uma carteira de investimentos diversificada, fundamentada pelas modernas técnicas de finanças, reduz os riscos e potencializa os retornos no longo prazo. Nesse sentido, os fundos de investimentos mostram-se como alternativa interessante na hora de investir.

Segundo Thiago Fujiwara, sócio da Verk Investimentos, escritório vinculado ao BTG Pactual, em conversa com este colunista, relata que os principais fundos de investimentos são os fundos de renda fixa, ações e multimercados.

Entre as vantagens dos fundos de investimentos, Fujiwara reforça a estratégia da diversificação, inclusive com poucos recursos, e acrescenta que, ao aplicar em fundos de investimentos, o investidor coloca seus recursos na gestão de profissionais de mercado, que devem seguir os compromissos estabelecidos na estratégia do fundo.

Para o investidor, além do regulamento e do prospecto, é recomendada a leitura da lâmina de informações essenciais, na qual é possível verificar a política de investimento, condições de resgate, taxas, riscos, rentabilidade passada e comparação de rentabilidade com os benchmarks, como o CDI e o Ibovespa.

O investidor deve conhecer, de forma geral, a estratégia e também se informar do gestor dos seus recursos. Atualmente, com o fluxo de informação mais intenso, pode-se verificar, através de sites, vídeos, podcasts, inclusive das próprias gestoras de investimentos, a estratégia e o histórico dos fundos de investimentos.

Por fim, assim como todos os produtos de investimentos, o investidor deve evitar a “teoria do chutágoras” e escolher fundos de investimentos com orientação de profissionais especializados. Apesar de fundos de investimentos estarem sendo conduzidos por gestores profissionais, perdas de capital podem ocorrer.

Grande abraço e até a próxima semana!

*Esse texto reflete, exclusivamente, a opinião do autor.



Assuntos Relacionados