Time de handebol da Noruega é multado em R$ 9,2 mil por não usar biquíni em campeonato

Decisão da Federação Europeia de Handebol (EHF) foi tomada por infração das regras

Time de handebol da Noruega utilizando shorts
Legenda: O time da Noruega utilizou shorts durante alguns jogos da competição de handebol
Foto: divulgação

O time de handebol da Noruega foi multado em 1,5 mil euros, cerca de R$ 9,2 mil, por usar shorts no lugar de biquínis durante participação no Campeonato Europeu de Handebol de Praia. A multa, segundo a Federação Europeia de Handebol (EHF), teria sido aplicada por conta da "roupa imprópria". 

Após a definição do valor, a Federação de Handebol da Noruega (NHF) voltou a declarar que iria pagar a multa por conta da penalização das atletas. O órgão já estava ciente da possibilidade. 

O caso aconteceu na partida disputada pela medalha de bronze do torneio, quando as norueguesas jogaram contra a Espanha em Varna, na Bulgária.

Fora da regra

Ainda conforme a punição, o time da Noruega teria utilizado trajes que "não estão de acordo com os regulamentos de uniformes de atletas definidos nas regras do jogo de handebol de praia da IHF (Federação Internacional de Handebol)".

Em resposta, a NHF questionou a decisão, afirmando que o mais importante deveria ser proporcionar equipamentos que deixassem os atletas confortáveis.

"Nós, da NHF, damos suporte e apoiamos vocês. Juntos, continuaremos lutando para mudar as regras das vestimentas, para que as jogadoras possam jogar com as roupas com as quais se sentem confortáveis", disse o comunicado.

Pedido das atletas

A ida das atletas com shorts, no entanto, não teria ocorrido como uma surpresa. Antes da realização do campeonato, a federação da Noruega pediu permissão para que os biquínis fossem substituídos.

Agora, o pedido deve ser discutido nos próximos meses. A questão do biquíni, inclusive, já foi levantada por diversas jogadoras do esporte.

"Em 2021, isso nem deveria ser um problema", declarou o presidente da Federação Norueguesa de Voleibol, Eirik Sordahl, em entrevista. 

Quero receber conteúdos exclusivos de esporte

Assuntos Relacionados