Brasileira acusa Neymar de estupro em Paris

Procurada, a assessoria de Neymar diz que ficou sabendo da história agora e irá analisar a documentação.

Legenda: Neymar
Foto: AFP

O atacante Neymar, 27 anos, está sendo acusado de estupro na França, em boletim de ocorrência registrado nesta sexta-feira (31), na 6ª delegacia de defesa da mulher, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo.

De acordo com o relato da vítima, que teve o seu nome preservado no documento, ao qual a Folha de S.Paulo teve acesso, Neymar a conheceu por meio da rede social Instagram e a convidou a ir para Paris encontrá-lo.

Segundo o depoimento da mulher, no dia 12 de maio, ela recebeu de um assessor do atleta as passagens e a reserva no Sofitel Paris Arc Du Triomphe, aonde chegou três dias depois.

A vítima afirma que, no dia 15, Neymar apareceu embriagado e trocou carícias com ela, mas logo depois tornou-se agressivo e, mediante violência, teve relação sexual contra a sua vontade.

Procurada, a assessoria de Neymar diz que ficou sabendo da história agora e irá analisar a documentação.

Em entrevista ao programa Brasil Urgente, Neymar da Silva Santos, pai do jogador, fez uma defesa do filho.

"São momentos difíceis. Se a opinião pública não estiver bem esclarecida, se a gente não conseguir mostrar a verdade rapidamente, vira uma bola de neve. Se a gente tiver que expor o WhatsApp do Neymar e as conversas com essa moça, nós vamos expor, porque está claro que foi uma armadilha", declarou o pai ao apresentador Datena.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que houve uma denúncia registrada pela vítima na 6ª DDM e que o inquérito policial segue em sigilo. No entanto, a imagem do boletim de ocorrência registrado circula na internet. 

Legenda: Boletim de ocorrência registrado contra Neymar
Foto: Foto: Divulgação


Em caso de falsa comunicação de crime, quem fez a queixa pode responder na Justiça.

Neymar se apresentou à seleção brasileira em Teresópolis no dia 25 de maio. Antes, causou mal-estar com o técnico do PSG, Thomas Tuchel, por deixar o treino da equipe sem falar com ele –o clube, porém, diz que foi avisado.

Ao chegar na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde a seleção brasileira se prepara para a Copa América, Neymar ouviu do técnico Tite que perdeu a braçadeira de capitão da seleção por atos de indisciplina no PSG.

No dia 27 de abril, ele agrediu um torcedor depois de derrota para o Rennes, na final da Copa da França.

Neste sábado (1º), o atleta ganhou folga da comissão técnica de Tite para assistir à final da Liga dos Campeões. Ele é aguardado para retorno neste domingo, às 11h30. O elenco treina a partir das 16h.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de esporte?