Trabalho sem carteira e por conta própria batem novos recordes, diz IBGE

A taxa de informalidade, que inclui empregados domésticos sem carteira e empregados sem CNPJ ficou em 41,2%, estável em relação ao trimestre anterior. São 38,8 milhões de trabalhadores nessas condições