LG anuncia encerramento da produção de celulares

Fábrica da empresa em Taubaté (SP) tem quase metade da produção destinada para celulares e deve ser impactada

fábrica lg
Legenda: Fabricante LG anuncia fim da produção de celulares
Foto: Jung Yeon-je / AFP

A fabricante de eletrônicos LG anunciou, nesta segunda-feira (5), que vai encerrar suas linhas de celulares.  A empresa deve continuar a produção dos outros setores. Em nota, a companhia afirma que diversos prejuízos no setor de celulares levaram à decisão.

"Desde o segundo semestre de 2015, o nosso negócio global de celulares tem sofrido uma perda operacional por 23 trimestres consecutivos, resultando em um acumulado de aproximadamente 4,1 bilhões de dólares (US) [em perdas] até o final de 2020", disse a nota enviada à imprensa.

Em fevereiro, o jornal sul-coreano "The Korea Times" anunciou que a LG havia iniciado negociações para a venda da produção de smartphones. Com o fracasso das negociações, a coreana optou pelo encerramento. 

O levantamento do site Statcounter aponta que a participação da LG no mercado global de smartphones caiu de 4,1$, em 2014, para 1,6%. No mercado brasileiro, a fabricante tem 6,5% de participação.

No Brasil, a fábrica localizada em Taubaté (SP), que tem quase metade da produção destinada para celulares, será impactada. A outra fábrica no País, que fica em Manaus (AM), não deve ser afetada.

De acordo com o portal G1, 400 dos mil funcionários da fábrica de Taubaté atuam na produção de celulares. Os trabalhadores da divisão estão em estado de greve desde 26 de março.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté afirmou que a empresa não falou sobre os impactados da decisão na fábrica. Os trabalhadores da cidade também foram afetados pelo fechamento da montadora Ford.

"Como uma companhia que valoriza profundamente a contribuição de cada funcionário, cliente e parceiro LG, nós comunicaremos de forma aberta e transparente durante este processo, buscando uma abordagem justa e pragmática, enquanto atendemos as obrigações jurídicas", disse a empresa no comunicado divulgado nesta segunda-feira. 


Assuntos Relacionados