Morre delegado Marcelo Hercos, baleado em abordagem a suspeitos, em Aracaju

Policial civil estava internado desde o dia 21 de setembro na capital sergipana após levar três tiros em abordagem a suspeitos de usar notas falsas

Delegado Marcelo Hercos morre em Sergipe
Legenda: Marcelo era delegado de Sergipe desde o dia 26 de dezembro de 2006
Foto: Reprodução

O delegado da Polícia Civil de Sergipe, Marcelo Hercos, de 42 anos, que estava hospitalizado desde o dia 21 de setembro após ser baleado durante uma abordagem a suspeitos, morreu na madrugada deste domingo (17), em Aracaju.

Titular da 7ª Delegacia Metropolitana, no Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro, Marcelo foi baleado no momento em que abordou três homens suspeitos de passar notas falsas em um posto de combustível na Zona de Expansão de Aracaju.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) informou que o delegado fez a ofensiva mesmo estando de folga. No entanto, os criminosos reagiram e um deles tomou a arma de Marcelo e atirou três vezes. O grupo fugiu na sequência. 

Marcelo foi socorrido em estado grave com disparos no ombro, no duodeno e no estômago para o Hospital João Alves Filho, e passou por cirurgia. Após ter o quadro de saúde estabilizado, o delegado foi transferido no dia 24 de setembro para o Hospital São Lucas, onde teve o óbito confirmado.

Quatro envolvidos na ação já estão presos em Aracaju. Dois deles foram detidos no dia seguinte ao crime na região do Robalo. O terceiro, que efetuou os disparos, se entregou à polícia no dia 23, em Salvador (BA). Já o quarto suspeito, responsável pelo aluguel do carro utilizado na ação criminosa, foi capturado no dia 24, também na capital baiana. 

Óbito

O secretário de Segurança Pública, João Eloy de Menezes, e o delegado-geral, Thiago Leandro, lamentaram a morte de Marcelo. “A partida do jovem e talentoso delegado deixa uma lacuna na Polícia Civil, mas que sua história de coragem, destemor e de grandes serviços prestados ao povo de Sergipe jamais serão esquecidos”, disse Thiago em nota conjunta. 

A Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE) reconheceu os serviços prestados pelo delegado e se solidarizou com a família. “Em razão do cumprimento de seu exercício profissional, compromisso e dedicação pela missão a ele confiada, o delegado Marcelo Hercos foi vítima da violência. Desejamos forças aos parentes e amigos nesse momento tão difícil”.

Formado em Direito e com especializações em Direito Penal e Processual Penal e Gestão Estratégica de Segurança Pública, Hercos integrava a Polícia Civil de Sergipe desde o dia 26 de dezembro de 2006. Antes de ser titular da 7ª Delegacia Metropolitana, ele chegou a ser delegado regional de Itabaiana e das cidades de Boquim, Pedrinhas, Porto da Folha, Japaratuba, Pirambu e 9ª Delegacia Metropolitana.