Pessoas com deficiência terão prioridade em vacinação contra a Covid-19 no Piauí

A quantidade de doses destinada ao grupo e o cronograma de vacinação serão definidos

foto
Foto: Reprodução/Secretaria de Saúde do Piauí

O Governo do Piauí estabeleceu, nesta quinta-feira (21), que pessoas com deficiência terão prioridade para vacinação contra a Covid-19. A lei 7.486, que estabelece a prioridade, foi sancionada pelo governador Wellington Dias e é de autoria do deputado estadual Franzé Silva.

De acordo com o Governo do Piauí, haverá uma reunião nesta sexta-feira (22) entre o secretário do Estado para Inclusão da Pessoa com Deficiência, Mauro Eduardo, e o secretário de Estado de Saúde, Florentino Neto. 

A quantidade de doses destinada ao grupo e o cronograma de vacinação serão definidos. Segundo Mauro Eduardo, o plano deve dar prioridade às pessoas que convivem com deficiência intelectual, como síndrome de Down e transtorno do espectro do autista

A vacinação contra a Covid-19 no país teve início nesta segunda-feira (18), um dia após a aprovação da Coronavac, vacina produzida pelo Instituto Butantan. O Piauí recebeu 61.160 doses da vacina neste primeiro lote distribuído pelo Ministério da Saúde. 

São priorizados profissionais de saúde da linha de frente contra o coronavírus, pessoas com mais de 70 anos institucionalizadas, pessoas com deficiência acima de 18 anos e institucionalizadas e indígenas que tenham aldeia reconhecida. 

No Ceará, as pessoas com deficiência institucionalizadas também foram incluídas no grupo prioritário para receber o imunizante. O Estado recebeu 218 mil doses da Coronavac e iniciou a vacinação na noite desta segunda-feira. 

Mas a quantidade é insuficiente. São necessárias 2,6 milhões de doses para vacinar todos os grupos prioritários do Ceará.