Pai é preso no Piauí suspeito de matar filho de sete meses e manter família em cárcere privado

Suspeito confessou manter esposa presa por ciúmes, mas negou ter matado o filho mais novo, atribuindo a autoria ao filho de dois anos

Viatura
Legenda: Homem é preso suspeito de matar filho de sete meses e manter esposa, sogra e filho de dois anos em cárcere privado no Piauí
Foto: Divulgação

Um homem de 36 anos foi preso, nesta segunda-feira (28), no município de Elesbão Veloso, no Piauí, suspeito de matar o próprio filho de sete meses agredido e de manter em cárcere privado a esposa, a sogra e o filho de dois anos. As informações são do G1

A Polícia Militar prendeu o homem na casa onde a família vivia, após denúncias de conselheiros tutelares da Cidade. Chegando ao local, os policiais testemunharam a esposa, a sogra e o filho do homem sob cárcere.

A mulher do suspeito, de 20 anos, contou à Polícia que ele teria matado o filho mais novo porque a criança chorava demais, e disse que sofria ameaças e agressões do homem.

Ainda não há informações sobre como a criança foi morta e quando o crime aconteceu.

Suspeito nega morte da criança

O homem confirmou à Polícia que mantinha a família em cárcere privado por ter ciúmes da companheira, mas negou ter assassinato o filho mais novo. Ele ainda alegou que o filho de dois anos foi o autor da morte do bebê.

Ainda conforme a Polícia, já havia um mandado de prisão em aberto expedido pela 2ª Vara da Comarca de Presidente Dutra-MA, contra o homem, pelos crimes de cárcere privado, ameaça, lesão corporal e violência doméstica.

Após a prisão, ele foi apresentado à Delegacia de Polícia Civil de Elesbão Veloso. O caso está sob investigação.