Homem é preso em Recife suspeito de vender carne de cachorro como se fosse de bode

Na casa dele foram encontrados mais de 20 cães em situação de maus tratos

Legenda: Cachorros eram mantidos em locais precários
Foto: Divulgação/Carmoprotecao

Um homem de 62 anos, cuja identidade não foi revelada, foi preso em flagrante por manter mais de 20 cães em situação de maus-tratos em uma casa no bairro do Ibura, na zona sul de Recife. O homem é suspeito de matar e vender os animais como se fossem carne de bode. As informações são do portal Uol.

Os receptadores seriam a sua ex-mulher e o atual companheiro dela, que também não tiveram os nomes revelados. A Polícia Civil de Pernambuco instaurou um inquérito para investigar o caso. 

A descoberta do caso se deu após uma vizinha do suspeito, que é uma protetora de animal, realizar a denúncia.

De acordo com o delegado Sylvio Romero, responsável pela investigação, os indícios indicam a prática de dois crimes. "Os depoimentos contidos nos autos são explícitos no sentido de que o suspeito estaria abatendo e comercializando a carne dos animais e que os supostos receptadores seriam duas pessoas residentes no bairro de Água Fria, e que uma delas seria a sua ex-esposa".

Situação do local

A casa onde supostamente ocorria o abate foi descoberta no último sábado (8), após uma protetora de animais receber uma denúncia de moradores da região. Ao chegar ao imóvel, Maria do Carmo Figueiredo, 46, se deparou com o local repleto de fezes, carcaças de cães, e ainda animais bastante debilitados.

A Polícia Militar foi acionada e, com a chegada dos agentes, o homem tentou fugir, mas foi localizado em um matagal próximo dali. Em seguida, foi conduzido à Delegacia de Boa Viagem, onde acabou autuado pelo crime consumado de crueldade contra animais.

A mulher e o homem apontados como receptadores seguem sendo procurados.