Homem de 36 anos constrói o próprio jazigo e diz que está esperando pela morte em Pernambuco

Apesar de estar bem de saúde, o comerciante pensou na obra da própria tumba para “ser homenageado ainda em vida”

O jazigo tem a foto de Cleyton, a data de nascimento (4 de janeiro de 1986) e, na data da morte, tem escrito 'Em breve'
Legenda: O jazigo tem a foto de Cleyton, a data de nascimento (4 de janeiro de 1986) e, na data da morte, tem escrito 'Em breve'
Foto: Reprodução

O comerciante Cleyton Melo de Souza, de 36 anos, chamou a atenção do Estado de Pernambuco ao construir o próprio jazigo, colocar a sua foto e afirmar que não tem medo e que está a espera da morte. As informações são do portal G1.

Segundo a reportagem, Cleyton é casado, pai de três filhos (de 6, 11 e 18 anos) e é dono de uma padaria localizada no Distrito de Mendes, a 6 km de distância do Centro de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco.

Apesar de estar bem de saúde, o comerciante pensou na obra da própria tumba para “ser homenageado ainda em vida”. Ele gastou R$ 3,5 mil com o jazigo, incluindo o “terreno”, material e mão de obra. “Fui lá e falei com administrador, disse que ia fazer e ele deixou”, contou.

Eu ia ao cemitério para acompanhar enterros e ficava pensando nas pessoas que estavam lá, num cantinho, e ninguém via. Eram homenagens discretas. Aí, fiz a minha tumba para ver as pessoas me homenageando de verdade.”
Cleyton Melo de Souza
Em entrevista ao portal G1

A construção do jazigo começou em 2020, no início da pandemia de Covid-19. O comerciante reconheceu que ficou abalado com mortes de pessoas próximas e passou a refletir sobre como seria a sua vez. Mas a tumba ficou pronta apenas em 2021, quando também se tornou famosa a partir de um vídeo feito por outro homem e compartilhado nas redes sociais.

O jazigo tem a foto de Cleyton, a data de nascimento (4 de janeiro de 1986) e, na data da morte, tem escrito "Em breve".  “Pode ser daqui a cinco horas ou 50 anos”, explicou à reportagem.

A esposa do comerciante não gostou da brincadeira. “Ela ficou meio brava. E eu ainda disse que ia colocar a foto dela também”, revelou Cleyton.

O jazigo tem a foto de Cleyton, a data de nascimento (4 de janeiro de 1986) e, na data da morte, tem escrito 'Em breve'
Foto: Reprodução


Assuntos Relacionados