Irmãos paraibanos são presos em flagrante pelo crime de estelionato, no bairro Papicu, em Fortaleza

O flagrante aconteceu no momento em que eles buscavam aparelhos celulares comprados por eles, mas com cartões de créditos de terceiros

Irmãos paraibanos são presos em flagrante pelo crime de estelionato, no bairro Papicu, em Fortaleza
Legenda: Com eles, os agentes de segurança apreenderam cinco celulares, que já foram restituídos aos proprietários
Foto: Divulgação/SSPDS

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (27) a prisão de dois homens, que são irmãos e naturais da Paraíba. A dupla foi capturada nos dias 24 e 25, e autuada pelo crime de estelionato, no bairro Papicu, em Fortaleza.

De acordo com a instituição, o flagrante aconteceu no momento em que eles buscavam aparelhos celulares comprados por eles, mas com cartões de créditos de terceiros.

As investigações começaram quando uma vítima entrou em contato com a equipe do 9º Distrito Policial (DP) informando que não havia realizado uma compra online, e que a retirada do produto seria em uma loja física, na Capital.

Com base nas informações sobre a compra e com o local de entrega do produto, os policiais civis foram até a loja e já se depararam com Mateus Garrido de Sá Fogaça, de 18 anos.

Grupo criminoso especializado

Perguntado sobre a retirada do produto na loja em nome de terceiros, o suspeito confirmou fazer parte de um grupo criminoso especializado em efetuar compras em lojas virtuais, utilizando cartões de créditos falsos das vítimas.

Na ocasião, ele também falou que o irmão, Lucas Garrido de Sá Fogaça, de 20 anos, havia viajado com ele com destino a Fortaleza, a fim de retirar a compras efetuadas por uma terceira pessoa, partícipe do mesmo grupo criminoso.

Apreensões e investigação

Já no dia seguinte, os agentes prenderam Lucas, que não reagiu à ofensiva da Polícia Civil. Com eles, nos dois dias, os agentes de segurança apreenderam cinco celulares, que já foram restituídos aos proprietários. Com isso, os dois foram levados ao 9° DP.

Na unidade policial, a dupla foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato. As investigações sobre o caso continuam, a fim de identificar a participação de outras pessoas no esquema criminoso.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre segurança