Técnica ThetaHealing ajuda no bem-estar de pacientes e praticantes

Conheça alguns benefícios desta prática e saiba como ela funciona.

pessoas-em-atendimento-de-mãos-dadas
Shutterstock

“Thetaling é uma técnica energética que trabalha identificando e mudando crenças no subconsciente através do acesso consciente à frequência de onda cerebral theta”, descrevem Marcelle Sampaio e Micheline Torres (@querovidaplena), parceiras de vida, terapeutas e instrutoras master de ThetaHealing. O método atua nos aspectos físico, mental, emocional e espiritual da nossa vida, podendo gerar mudanças e até mesmo curas em todos estes níveis.

Criada por Vianna Stibal, em 1995, a técnica de cura energética estadunidense tem ganhado muitos adeptos. Hoje, reúne mais de 400 mil praticantes em mais de 180 países.

Curas e resoluções por meio da técnica ThetaHealing
“Tudo o que vivemos na vida é um reflexo das informações e das crenças que estão no nosso subconsciente. O ThetaHealing é uma técnica profunda porque trabalha na raiz das coisas que, por exemplo, podem estar atraindo escassez na sua vida financeira, podem estar sabotando a sua vida amorosa, padrões que podem estar criando essas limitações na sua vida”, aponta Micheline Torres.

Ela explica que o cliente não precisa conhecer nada da técnica, apenas desejar mudar algum aspecto da própria vida. Aspecto este que ele levará para ser trabalhado na sessão. Pode ser uma questão de depressão, obesidade, dificuldade financeira, autossabotagem na vida amorosa, uma questão de ordem física, uma doença ou mesmo uma virtude que você tem, mas não está conseguindo desenvolver no momento, acrescenta a profissional.

Ela já atendeu centenas de pessoas que queriam saber o próprio propósito de vida, que queriam fazer uma transição de carreira, mas não estavam conseguindo deslanchar isso, dentre outros aspectos possíveis de serem trabalhados. “ThetaHealing se destina a qualquer pessoa, em qualquer momento de vida, idade, religião ou profissão. A todos que desejam mudar padrões limitantes e viver de maneira mais plena”, frisa a instrutora.

Micheline-Torres-e-Marcelle-Sampaio-terapeutas-e-instrutoras-master-de-ThetaHealing
Micheline Torres e Marcelle Sampaio, terapeutas e instrutoras master de ThetaHealing. Karina Araujo/ Divulgação

Como funciona
O atendimento costuma acontecer em sessões que duram 30 minutos ou uma hora, sempre com um terapeuta thetahealer e um cliente. Este, leva uma questão que vai ser a “pontinha do iceberg”. “O que faz a técnica ser profunda é chegar na raiz dessa questão, chegar nessas informações do subconsciente. Isso acontece a partir de uma meditação muito simples, em que mudamos a frequência de onda cerebral para a frequência de onda theta, mudando informações que estão no subconsciente, como situações de doença, de escassez, de dificuldades nos relacionamentos, enfim, de desarmonia”, sinaliza Marcelle.

“O atendimento acontece sentado, eu fico de frente para o cliente. Pergunto se posso pegar nas mãos dele. ‘O que você gostaria de mudar na sua vida?’, questiono. O atendimento é sempre amoroso e muito claro. Vou sempre explicar o que estou fazendo e pedir permissão para cada coisa que eu for mudar no subconsciente dele, porque o cliente precisa ter consciência do que trouxe e do que ele está aprendendo com aquela questão na vida dele”, contextualiza Micheline Torres.

Mudanças
Ela informa que cerca de 93% de tudo que vivemos vai como informação para o subconsciente. Enquanto temos consciência de apenas cerca de 7%. “Então, são esses 7% que você usa pra dizer se algo é bom, é mal, é certo, é errado, se gosta, não gosta. Portanto, a questão que o cliente traz é a ponta do iceberg. Eu trabalho com as ferramentas da técnica para descobrir qual é a raiz disso”, afirma a instrutora.

Diante da pergunta que sempre lhe fazem, se em uma sessão é possível mudar, ela responde que não dá para afirmar isso 100%, mas é uma técnica que normalmente as pessoas, com uma sessão, ou veem aquela questão resolvida ou mudada. “Eu mesma, na primeira sessão que fiz, resolvi uma questão que trabalhava há anos na psicanálise, mas não conseguia resolver. Aquilo mudou completamente”, conta Micheline Torres, que trabalha com a técnica há seis anos e já formou mais de 1100 praticantes em todo o Brasil.

Ela lembra que o ThetaHealing não dispensa tratamento médico. Pelo contrário, a técnica estrangeira trabalha junto com a medicina. “Trabalhamos junto com os meios que você acreditar que são eficientes para você, que vão te potencializar a viver a tua saúde em amplos aspectos”, finaliza.

Vanessa-Rabelo-terapeuta-holística-e-terapeuta-Thetahealing
Terapeuta holística e terapeuta Thetahealing Vanessa Rabelo. Luciana Benevides/ Divulgação

Depoimento
“Fiz o curso de DNA Básico de ThetaHealing em 2017. Percebo mudanças desde lá. Minha relação com Deus mudou radicalmente, passou a ser muito mais integrada ao meu dia a dia. A relação com o dinheiro também mudou, a confiança na vida e o fato de eu poder olhar para a vida com um olhar positivo, de que podem acontecer coisas boas, de que eu mereço isso.

Eu tinha um comportamento de vítima. Eu era vítima do governo, da família, que era pobre. Eu me via muito inferior às pessoas. Hoje frequento os cursos de ThetaHealing, pode até a Vianna Stibal estar lá [criadora da técnica] que vou me sentir merecedora de estar ali. É como se o vitimismo não tomasse conta, e quando ele vem, já me pergunto o que está acontecendo.

O ThetaHealing me trouxe esse estado diário de observação, muito autoconhecimento, em todos os níveis. Passou a ser a minha filosofia de vida. Já acordo e comando como desejo meu dia”, relata Vanessa Rabelo, terapeuta holística e terapeuta ThetaHealing.

Mais informações
- O site oficial do ThetaHealing em todo o mundo é www.thetahealing. com, com tradução para várias línguas. Lá você pode encontrar praticantes [quem aplica a técnica] e instrutores [quem ensina a técnica] capacitados em todos os lugares do mundo.
- O curso DNA Básico certifica como praticante de ThetaHealing, o que autoriza a pessoa a aplicar a técnica em si própria e em outras pessoas.
- O projeto Quero Vida Plena, de Marcelle Sampaio e Micheline Torres, traz ainda mais informações em português. Está disponível no Youtube e no Instagram (@querovidaplena).