Contratação de pintor garante eficiência

Veja alguns cuidados na hora de contratar essa mão de obra tão importante, um dos profissionais mais requisitados nas residências.

pint1
Procure referências de trabalhos já realizados pelo pintor a ser contratado. Foto: Banco de Imagem


Sempre é tempo de renovar o visual de sua casa ou escritório. Trazer novas cores para as paredes é uma excelente maneira de melhorar o ambiente. No entanto, nem todas as pessoas possuem a habilidade para utilizar tintas e pincéis de maneira eficiente. Por isso, o mais garantido é contratar um profissional que faça o trabalho – o que pode ocorrer com outros prestadores de serviço, como eletricistas ou pedreiros.

Porém, o pintor precisa ser capacitado e ter experiência para que o trabalho seja perfeito e você fique satisfeito com o resultado final. Isso porque não são incomuns os casos de pessoas contratadas para fazer determinados serviços e que não conseguem cumprir prazos ou realizam o trabalho de maneira insatisfatória. 

Confira algumas dicas e orientações para contratar um bom pintor e evitar problemas.

pint2
Um dos itens que mais geram problemas entre pintores e clientes é a escolha da cor. Foto: Banco de Imagem

Referências
Procure referências de trabalhos já realizados pelo pintor a ser contratado. Pergunte a alguém de confiança se ele tem alguém que recomenda. Dessa forma, os riscos de você ficar insatisfeito com o resultado diminuem muito. Uma boa dica para quem não tem indicação é procurar lojas especializadas em tintas, que possuem contatos desses profissionais.

Opções
Pesquise pelo menos três pintores. Mesmo que tenha encontrado um profissional com um orçamento bom logo de cara, vá com calma: compare os preços, peça referências e veja quem realmente vale mais a pena ser contratado.

Contrato
Antes de iniciar o serviço, faça um contrato detalhado, descrevendo o trabalho queserá feito: devem ser descritos itens como a metragem a ser pintada, os ambientes e o que será feito (nivelamento de paredes ou do teto, por exemplo). Peça para o pintor assinar; cada um fica com uma via do documento. Também é importante combinar antecipadamente a melhor forma de pagamento. 

Fiscalize as atividades diariamente. O raciocínio é simples: é mais fácil consertar um erro na pintura enquanto ela ainda não está finalizada.

Acompanhamento
Não deixe para checar o serviço depois de terminado. Fiscalize as atividades diariamente. O raciocínio é simples: é mais fácil consertar um erro na pintura enquanto ela ainda não está finalizada. Se alguma coisa estiver incomodando, fale com o pintor. No contrato, deve ser estabelecido um horário para início e término do trabalho. No caso de uma  rea pequena a ser pintada,  uma dica é contratar um pintor só por um dia: nesse prazo ele poderá dar conta de envernizar, fazer a textura na parede, pintar portas ou paredes simples etc.

Segurança
Se a pintura envolve trabalho em altura, como em fachadas, o pintor contratado precisa garantir que está habilitado para realizar aquele determinado serviço, por meio da apresentação de certificações e laudos técnicos dos equipamentos. Conforme as regras do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), considera-se trabalho em altura toda atividade executada acima de dois metros do nível inferior, ou seja, da superfície de referência onde haja risco de queda. 

Imprevistos
Pode ser que durante o trabalho o pintor se depare com uma infiltração ou rachadura na parede. Esse tipo de problema cabe a outros profissionais, como encanadores ou pedreiros. Se esse for o  caso, respeite a área de atuação do profissional e contrate alguém especializado.

Saiba mais
No tom certo

Um dos itens que mais geram problemas entre pintores e clientes é a escolha da cor. Isso ocorre porque muitas vezes o dono do imóvel escolhe um tom, mas, por conta da iluminação do próprio ambiente, a cor não fica como ele pensava. Dessa forma, é importante o cliente acompanhar a pintura e checar se está ficando como imaginado. Outro procedimento importante é verificar, antes de começar o trabalho, o estado de conservação das paredes. Os especialistas indicam que existem defeitos, como buracos e imperfeições, que  só aparecem dependendo da iluminação. Para ficar perfeito, pode ser necessário nivelar com massa corrida. Esse tipo de detalhe pode aumentar o orçamento.