Acupuntura e seus benefícios

Saiba mais sobre esta técnica milenar e alguns de seus benefícios.

acupuntura
Shutterstock

A Organização Mundial da Saúde (OMS) relacionou diversas doenças tratáveis pela acupuntura baseando-se em pesquisas clínicas e prática diária. Como pontua a médica Fabiana Freire, especialista em acupuntura pelo Colégio Médico Brasileiro de Acupuntura (AMB RQE 6633), há eficácia comprovada no tratamento de diversos quadros dolorosos agudos ou crônicos como dor muscular, dor lombar, dor cervical, dor de cabeça, dor orofacial, dor articular, enxaqueca e transtornos psiquiátricos/emocionais como depressão e ansiedade, entre outros.

Técnica milenar
Especialista em Cuidados ao Paciente com Dor, pelo Hospital Sírio Libanês, de São Paulo, a médica Fabiana Freire detalha que a acupuntura é uma prática milenar da Medicina Tradicional Chinesa que consiste na inserção de agulhas muito finas, descartáveis, para estimulação de pontos específicos (“pontos de acupuntura”) sobre a pele ao longo do corpo, para regular as funções orgânicas, com o intuito de promover saúde e prevenir doenças.

“Através desses estímulos, desbloqueamos os canais de energia (meridianos), promovendo a melhora da energia vital Qi. De acordo com a Medicina Chinesa, a doença surge quando o fluxo cíclico de Qi nos meridianos é desequilibrado ou bloqueado”, descrevem Vanessa Rabelo, Terapeuta Holística, Acupunturista, Mestra em Reiki e Massoterapeuta, e Gleice Gomes Martins, Terapeuta Holística e Especialista em Terapias Tradicionais Chinesas pela Universidade Estadual do Ceará em parceria com o Instituto Aqus Natus. “A história clínica e o exame físico são fundamentais para o diagnóstico e o planejamento do tratamento (escolha dos pontos de acupuntura e do número de sessões)”, frisa Fabiana Freire.

Benefícios
Ela diz que a prática milenar chinesa tem potente efeito analgésico, anti-inflamatório e relaxante muscular, além da ação moduladora sobre as emoções (sensação de bem-estar e diminuição de estresse/ ansiedade) da melhora dos sistemas imunológico e endócrino.

moxabustão
Moxabustão: recurso terapêutico considerado uma espécie de acupuntura térmica, feito pela combustão da erva Artemísia vulgaris, que pode ser encontrada na forma de bastão ou de cone. Tem como objetivo aquecer os pontos de acupuntura e, assim, proporcionar o alívio de dores e o equilíbrio dos meridianos. Shutterstock

Vanessa Rabelo e Gleice Martins lembram que a acupuntura visa a harmonização energética das polaridades yin-yang, do Qi, do sangue e de outros fluidos corpóreos (substâncias que umidificam e nutrem pele, músculos e órgãos). A dor, afirmam, é compreendida como um bloqueio dessas substâncias em determinada região. Esta, ao ser estimulada, volta ao seu fluxo natural, e o indivíduo deixa de sentir dor. Elas também falam de benefícios consideráveis na qualidade do sono e na vitalidade, trazendo bem-estar generalizado e resgatando uma compreensão maior do corpo físico e reflexos das emoções na vida pessoal.

Técnicas relacionadas
A punção de pontos energéticos que existem ao longo dos canais de energia (meridianos) com agulhas específicas é o método tradicional da acupuntura. Mas existem outros recursos que costumam ser utilizados junto a essa prática. A ventosaterapia, por exemplo, é um recurso terapêutico que usa copos de vidro ou material plástico para produzir sucção em pontos específicos, com o objetivo de proporcionar relaxamento muscular, retirada de toxinas e alívio de dores articulares, observam Vanessa e Gleice.

Elas falam também da moxabustão: recurso terapêutico considerado uma espécie de acupuntura térmica, feita pela combustão da erva Artemísia vulgaris, que pode ser encontrada na forma de bastão ou de cone. Tem como objetivo, acrescentam, aquecer os pontos de acupuntura e, assim, proporcionar o alívio de dores e o equilíbrio dos meridianos.

Fabiana cita também a eletroacupuntura (estimulação elétrica na agulha), a guasha e a auriculoterapia como técnicas que podem ser utilizadas simultaneamente à acupuntura, potencializando os efeitos terapêuticos.

Por fim, ela comenta a acupuntura termoguiada. “A termografia de infravermelho é um exame de imagem funcional, indolor e não invasivo que escaneia as áreas dolorosas inflamadas (maior fluxo sanguíneo) e/ou isquêmicas (menor fluxo sanguíneo) para um planejamento adequado no tratamento da dor. A acupuntura termoguiada é realizada por meio de uma câmera infravermelha de alta resolução, portátil, que permite precisão no agulhamento de pontos dolorosos e monitoramento dos efeitos do tratamento em tempo real”, informa a médica.