Dicas de como fazer o pitch perfeito na entrevista de emprego

Entrevista com recrutador começa bem antes do contato pessoal e pode ser decisiva para o futuro profissional.

emprego
Legenda: Estar preparado, com todas as informações sobre a empresa em que se pretende trabalhar, é condição básica para um bom pitch de emprego.
Foto: Banco de Imagens

O termo "pitch" se tornou bem conhecido e usado no mundo dos negócios, para apresentar uma empresa ou produto ou durante uma entrevista de emprego. Também é uma apresentação, afinal o candidato à vaga está apresentando a si mesmo para o possível empregador. Trata-se de uma ocasião que pode influenciar muito no futuro profissional de uma pessoa. E se o pitch já era importante antes da pandemia do novo coronavírus, agora, com a crise provocada pela Covid-19, tornou-se ainda mais decisivo: de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de desempregados diante da pandemia teve alta de 26% em um intervalo de sete semanas.

Guilherme Junqueira é fundador e CEO da Gama Academy, escola de capacitação de talentos empreendedores. Para ele, "a busca por um novo emprego se inicia desde a análise das vagas. O candidato deve escolher efetivamente quais oportunidades têm mais conexão com seu perfil, acreditar no propósito da empresa, além de estudar profundamente tudo sobre a companhia".

Portanto, a entrevista de emprego é um processo que começa antes mesmo da conversa com o recrutador. E com isso, é necessário que o candidato se prepare com antecedência para o pitch.

Além disso, como boa parte das entrevistas de emprego é realizada virtualmente, estar bem preparado se torna um fator diferencial, a fim de que o candidato se destaque dos concorrentes.

Para ajudar neste processo de preparação, Guilherme Junqueira separou cinco dicas para realizar um pitch perfeito durante a entrevista de emprego.

Seja natural
Durante a conversa, entenda que sentir nervosismo é normal, mas busque manter a calma e ser o mais natural possível. Não tente ser a pessoa que o recrutador quer ouvir e sim você mesmo.

Seja objetivo
Tenha um interesse genuíno na conversa, procure ouvir bastante e com atenção o que o recrutador perguntar. Não dê voltas, não conte a sua história desde quando era criança. O que o recrutador perguntar, diga! Não significa ser extremamente sucinto, mas ir direto ao ponto.

Seja transparente
Em perguntas que realmente falem de coisas mais delicadas, como os seus pontos fracos ou o que aconteceu na empresa anterior, procure ser o mais transparente possível. Não seja um personagem e nunca fale mal da outra empresa que você passou, mas deixe claro o que aconteceu sem expor de alguma forma pessoas ou a própria empresa.

Fale seus pontos fracos e fortes
Tenha de fato na ponta da língua as questões de autoconhecimento, que são coisas que você precisa desenvolver, tanto do aspecto técnico quanto comportamental. Traga exemplos de experiências anteriores, boas e ruins, e apresente ao recrutador quando ele perguntar sobre esses pontos.

Esteja disposto a aprender
Mostre-se uma pessoa totalmente disposta a aprender, mesmo sabendo de todas as coisas ou não. Demonstre entusiasmo com a oportunidade e que irá se dedicar ao máximo, independente das habilidades que já tem conhecimento.