Não deu para segurar

Confira a coluna desta quarta-feira (1º) do comentarista Wilton Bezerra

Atletas de Ceará e Flamengo disputam bola
Legenda: O Ceará até conseguiu o empate com o Flamengo, mas foi superado no 2º tempo
Foto: Fausto Filho / CSC

Ao enfrentar um adversário de sentimentos massacrados, o Ceará não foi capaz de segurar o empate, conseguido através de Rick, na metade do segundo tempo.

Mal começou o jogo, Fabinho apresentou a sua versão da bobeira de Andreas Pereira contra o Palmeiras.

Errou na "zona do 10" e Gabigol marcou. 

Chance única de gol, Ceará só teve com Mendoza.

O meio-campo com Lima e Kelvyn não formulou nada.

A torcida do Flamengo fez a maior força, para inventar entusiasmo. 

Só que o Rubro-Negro negro não recompensou na mesma medida, em campo.

Mas, jogou (muito pouco), com e sem a bola, o suficiente para marcar o Ceará.

Minutos depois que Luiz Otávio marcou bobeira e Gabigol perdeu a chance, Matheuzinho finalizou, em cruzamento de Michael,e deu a vitória ao Flamengo.

Muito barulho na arquibancada e pouco futebol em campo.

O Alvinegro perdeu uma posição.

 


Assuntos Relacionados