Mais um empate "bom pelas circunstâncias"

Legenda: O Ceará empatou com o Santos em 0 a 0 na Arena Barueri, em São Paulo, pela Série A
Foto: Felipe Santos/CearaSC

Santos e Ceará fizeram um primeiro até bom de se ver.

A configuração tática do alvinegro cearense foi a de quem queria ganhar o jogo.

Erick e Mendonza nas extremas, Zé Roberto entre os dois e Richard chegando, como quarto atacante.

E ainda tinha Lima, elaborando e flutuando, ora pela direita, ora pela esquerda.

As duas situações de gol foram criadas pelo Ceará, através de Mendonça e Richard.

O Santos, sem a bola, aglomerou no seu campo defensivo e, atacando, encontrou boa marcação adversária.

Na segunda etapa, o Ceará voltou cochilando e Léo Batistão, antes de marcar o polêmico gol anulado, pareceu ter salvo conduto da defesa do Ceará para perder seguidas oportunidades.

Quando aos 20 minutos Richard foi o expulso, o time de Dorival Júnior encerrou sua missa no jogo.

Passou a ter uma única preocupação: afastar a bola do seu campo de defesa.

O Santos nos pareceu um time com apenas uma forma de jogar, na base do abafa.

Mais um empate do Ceará, considerado bom resultado, pelas circunstâncias desfavoráveis, depois de uma expulsão.

Mas, precisava cair tanto de produção?

O alvinegro precisa muito mais do que "empates bons pelas circunstâncias", para sair da desconfortável posição em que se encontra.