Faltou energia e sobrou pressão

Leia a coluna desta quarta-feira (20)

Imagem mostra jogador de futebol
Legenda: Leia a coluna desta quarta-feira (20).
Foto: Kid Junior/SVM

No princípio, a iluminação do Castelão pifou (de novo).

Depois, com atraso de quase uma hora, Ceará e Avaí fizeram um primeiro tempo morno.

Após uma sequência de pixotadas, através de Richardson (duas vezes) e Luiz Otávio, Vina salvou a lavoura alvinegra, com bonito gol.

Seguiu-se a pressão do Avaí por todo o segundo tempo.

O Ceará foi empurrado para suas últimas linhas de defesa.

Ainda bem que Potker e Vitinho resolveram expor formas variadas de perder gols.

Interessante é que, mesmo acossado pelo Avaí, o Ceará, com Mendonça e Vina, carimbou duas vezes as traves catarinenses.

O cenário de fim de jogo mostrou jogadores alvinegros exauridos, desabando no gramado.

O rojão do futebol brasileiro é insuportável.

Virou uma prova de resistência.



Assuntos Relacionados