Bancada federal cearense tem novo coordenador; emendas do último ano de mandato são prioridade

Júnior Mano (PL) foi eleito pelos pares em reunião realizada nesta terça-feira (15)

Deputado Júnior Mano
Legenda: No primeiro ano de mandato, o deputado Júnior Mano confirmou a eleição para o posto nas redes sociais
Foto: Agência Câmara

A bancada federal cearense tem um novo coordenador definido para o último ano de mandato da maioria dos atuais parlamentares. Em reunião realizada na noite desta terça-feira (15), em formato remoto, Júnior Mano (PL) foi escolhido como líder do bloco que reúne os 22 deputados federais e os três senadores do Ceará.

O novo vice-coordenador é Denis Bezerra (PSB). Segundo parlamentares presentes na reunião, Júnior Mano se comprometeu em atuar para garantir o pagamento das emendas de bancada, que totalizam R$ 217,2 milhões no Orçamento da União deste ano. Ele confirmou a eleição nas redes sociais.

Até então, a função de coordenação da bancada do Ceará no Congresso Nacional era desempenhada pelo deputado Genecias Noronha (SD).

Impasse sobre emendas

As emendas de bancada de 2022 foram definidas sob impasse. Em novembro, após divergências internas, ficou decidido que cada parlamentar seria liberado para decidir a indicação da sua parcela dos recursos. 

O pedido feito pelo governador Camilo Santana (PT) à bancada foi para que pelo menos metade da verba, inicialmente estimada em R$ 212 milhões, fosse destinada ao Governo do Estado para o custeio das obras do Hospital Universitário da Universidade Estadual do Ceará (Uece), dentre outras ações. Não houve, porém, consenso em torno disso.

Quando da deliberação, deputados governistas chegaram a calcular que só seria possível repassar à gestão estadual cerca de R$ 80 milhões, valor inferior à meta de cerca de R$ 100 milhões.

Nesta terça, aliás, Camilo visitou as obras do Hospital com deputados estaduais. Quase três meses antes, ele também esteve no local ao lado de deputados federais, quando lamentou a falta de acordo na bancada para a destinação de recursos para a construção do equipamento.

* Com informações da jornalista Flávia Rabelo, de Brasília



Assuntos Relacionados