Imóveis em Fortaleza têm maior valorização desde 2015; veja bairros mais caros

Mucuripe foi o bairro em que os preços mais subiram; Meireles segue como mais caro

Vista aérea do bairro Meireles, em Fortaleza
Legenda: Meireles tem o metro quadrado mais caro de Fortaleza
Foto: Carlos Marlon/Diário do Nordeste

Os imóveis em Fortaleza apresentaram uma alta média de 5,54% em 2021, a maior valorização desde 2015, de acordo com dados do índice Fipe Zap.

O preço médio do metro quadrado na capital encerrou o ano passado em R$ 6.301. Para chegar ao resultado, o índice avaliou mais de 20 mil anúncios imobiliários na cidade.

Entre os bairros, a maior valorização foi registrado no Mucuripe, cujos imóveis subiram mais de 11%, portanto, o dobro da média fortalezense.

A segunda maior alta foi registra no Engenheiro Luciano Cavalcante, com aumento de 9,5% ao longo do ano passado.

Veja ranking dos bairros mais caros (m²)

  1. Meireles: R$ 8.238 (alta de 9,3%)
  2. Mucuripe: R$ 7.882 (+11%)
  3. Engenheiro Luciano Cavalcante: R$ 7.471 (+9,5%)
  4. Manuel Dias Branco: R$ 7.454 (+4,8%)
  5. Aldeota: R$ 6.993 (+3,9%)
  6. Centro: R$ 6.196 (+9%)
  7. Fátima: R$ 5.481 (+2,6%)
  8. Dionísio Torres: R$ 5.419 (-7,1%)
  9. Joaquim Távora: R$ 5.081 (+5,9%)
  10. Papicu: R$ 4.466 (+9,4%)

 

No ranking nacional, Fortaleza aparece com o 16º metro quadrado mais caro do País, entre as cidades pesquisadas. São Paulo (R$ 9.708) lidera, seguida por Rio de Janeiro (R$ 9.650) e, na terceira posição, Balneário Camboriú (R$ 9.358).



Assuntos Relacionados