Dubai facilita abertura de empresas e quer ser 'a melhor cidade do mundo para se trabalhar'

Ecossistema da cidade desburocratiza abertura de empresas estrangeiras e prospecta também trabalhadores remotos

Foto: Shutterstock
Página patrocinada por:

A cidade de Dubai, nos Emirados Árabes, está implementando medidas para facilitar a abertura de empresas provenientes de todas as partes do globo. O objetivo é agilizar procedimentos de licenciamento, aprimorar a jornada do investidor e acelerar o registro de marcas, hipotecas e de direitos comerciais.

Veja também

Com as ações, que são tocadas pelo Departamento de Economia e Turismo de Dubai (DET), o emirado projeta dobrar sua economia de tamanho até 2033 e tem a meta de ser reconhecido como "a melhor cidade do mundo para se trabalhar e viver".

Startups e trabalho remoto

Tendo sido em sua origem um vilarejo de pescadores no golfo arábico, o emirado de Dubai transformou-se em uma potência turística, além de um hub de conexão relevante entre o ocidente e o oriente; e também almeja se tornar uma base global de negócios focados em inovação. A ambiência para startups é um dos destaques, com incubadoras e programas de aceleração voltados para esse tipo de negócio.

Empreendedores e trabalhadores do Brasil, claro, também podem se beneficiar. Muitos brasileiros já atuam no mercado de trabalho dos Emirados Árabes Unidos, em diversos setores, como turismo e tecnologia.

Entre os incentivos ofertados para os negócios estão cobrança zero de imposto federal sobre o rendimento, isenção de taxas de segurança social para funcionários estrangeiros.

Dubai também investe para ser um destino global de trabalho remoto, tendo, inclusive, uma parceria com o AirBNB.

*O jornalista viajou a convite do Departamento de Economia e Turismo de Dubai



Assuntos Relacionados