Igreja Católica vai revelar dia da beatificação de Benigna

A Menina Benigna será a primeira pessoa nascida no Ceará oficialmente beatificada pelo Vaticano

Em outubro de 2019, o Papa Francisco autorizou a beatificação de Benigna Cardoso
Legenda: Em outubro de 2019, o Papa Francisco autorizou a beatificação de Benigna Cardoso
Foto: Antonio Rodrigues

Segunda-feira vai ser um dia histórico para os católicos do Ceará. Vai ser anunciada a data e a também será divulgada a logomarca da Beata Benigna. Sim, uma logomarca. Benigna deve atrair ainda mais católicos ao Cariri. Depois do Padre Cícero, a beata menina deve se tornar outro nome importante da nossa religiosidade.

A data tinha sido adiada por causa da pandemia. Nesse dia, um cardeal participará de celebração para confirmar publicamente o que já foi reconhecido pelo Vaticano: Benigna foi uma pessoa com santidade.

Será a primeira pessoa nascida no Ceará oficialmente beatificada pelo Vaticano: uma menina pobre da zona rural de Santana do Cariri. Ela morreu aos 13 anos. Foi assassinada por um homem jovem com quem se negou a ter relação sexual.

Era uma cristã de verdade, solidária com os outros seres humanos. Depois da morte, católicos passaram a fazer pedidos à alma dela.

A devoção a Benigna, que começou periférica, tornou-se um processo robusto apresentado pela Diocese do Crato e que convenceu o Vaticano a reconhecer o título de beata.

Além da origem humilde, o reconhecimento da Menina Benigna é marcante também por representar uma vitória feminina num território onde a violência de gênero segue fazendo vítimas em vida e até na memória, feito os 9 cancelamentos de um júri de feminicídio de uma costureira. O réu está solto.

Que a Beata Benigna proteja as mulheres do Cariri e do Ceará.