Sarto surpreende auxiliares e decide exonerar secretários que serão candidatos

Com a decisão, prefeito antecipou o prazo de desincompatibilização que seria em abril

Sarto gesticulando enquanto concede entrevista ao Bom Dia CE
Legenda: Decisão de Sarto pegou os ocupantes dos cargos de surpresa
Foto: Fabiane de Paula

O prefeito de Fortaleza, José Sarto (PDT), surpreendeu seus auxiliares do primeiro escalão, às vésperas do ano novo, com a solicitação de que aqueles que pretendem se candidatar na eleição do próximo ano precisam deixar os cargos que ocupam na gestão municipal, antecipando o prazo de desincompatibilização que seria em abril. 

A informação foi apurada por esta coluna e confirmada por auxiliares do prefeito. Medida semelhante havia sido antecipada pelo governador Camilo Santana (PT), que distribuiu circular aos secretários solicitando a desincompatibilização até o fim deste ano. 

No caso de Sarto, a decisão pegou os ocupantes dos cargos de surpresa, pois todos estavam se programando isso apenas para o início de abril.  

De certo, até o momento, apenas o secretário Cláudio Pinho, titular da pasta de Direitos Humanos, tinha como certo o plano de concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa. Entretanto, há diversos nomes que têm potencial de candidatura no executivo municipal. 

Cláudio Pinho
Legenda: Cláudio Pinho, titular da pasta de Direitos Humanos, tinha como certo o plano de concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa
Foto: Fabiane de Paula

Pré-candidato à Prefeitura da Capital no ano passado, Samuel Dias, nome próximo ao ex-prefeito Roberto Cláudio é um dos nomes especulados para uma possível candidatura.  

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Nogueira, que é primo do chefe da Casa Civil do Governo Bolsonaro, Ciro Nogueira, de uma tradicional família política do Nordeste, é outro que avalia a possibilidade de concorrer a deputado federal.  

Samuel Dias
Legenda: Samuel Dias, nome próximo ao ex-prefeito Roberto Cláudio é um dos nomes especulados para uma possível candidatura
Foto: Helene Santos

Vereador de Fortaleza, Michel Lins deixou o Legislativo para ocupar uma secretária regional no Executivo, mas também tem planos de sair candidato no próximo pleito. 

A decisão de Sarto, que segue a linha de Camilo, dá indicativos de que o comando do grupo governista pode ter dado uma orientação neste sentido. Oficialmente, a busca é para dar isonomia a todos no amplo arco de alianças que buscam vagas no legislativo no próximo ano.  

Rodrigo Nogueira
Legenda: O secretário de Desenvolvimento Econômico Rodrigo Nogueira avalia a possibilidade de concorrer a deputado federal
Foto: José Leomar

Uma outra linha de raciocínio seria o comando ter uma noção mais concreta de quais aliados pretendem disputar cargos no próximo ano, para poder organizar a atuação governista. 

Campanha ao Executivo 

Vale destacar que no caso de Roberto Cláudio (PDT) ser candidato a governador, atualmente ele é um dos pre-candidatos, há possibilidade de alguns auxiliares de Sarto, ligados ao ex-prefeito, deixarem os cargos para se integrarem à campanha.