Gasolina: 13,98 litros custam R$ 100, mas R$ 40,70 são impostos

Assim, não há como domar a inflação. E mais: 1) Futebol cearense: chegou a hora do marketing; 2) Bratt Consultoria celebra 40 anos de atividade

Legenda: Dos R$ 100 pagos por 13,98 litros de gasolina em Fortaleza, R$ 40,70 são relativos a impostos
Foto: Reprodução

Ontem, este colunista abasteceu de gasolina seu Fiesta 1.0, modelo 2013, em um posto de serviço na esquina das avenidas Barão de Studart e Antônio Sales. 

Pagou R$ 100 por 13,98 litros de gasolina comum. 

Teve o cuidado de pedir a emissão do cupom fiscal para inteirar-se de qual é o valor do imposto federal e estadual incidente sobre o preço desse combustível. 

No posto em que esse evento de compra se realizou, o preço da gasolina estava fixado em R$ 7,15, desde que o pagamento fosse feito com cartão de débito, o que aconteceu. 

De posse do cupom fiscal, a constatação: dos R$ 100 pagos pela compra da gasolina, R$ 11,20 foram referentes a impostos federais e R$ 29,50 referiram-se ao imposto estadual, o ICMS.

Resumo: dos R$ 100 pagos pelos 13,98 litros de gasolina, R$ 40,70 foram relativos a impostos. 

Assim, não há como domar a inflação. E assim, a cada aumento do preço dos combustíveis, mais engorda o Tesouro da União e dos estados.

FUTEBOL CEARENSE: CHEGOU A HORA DO MARKETING

Como esta coluna previu ontem, quinta-feira, 27, o Ceará Sporting e o Fortaleza Esporte Clube têm um mês para promover – no melhor que o marketing pode oferecer – produtos e serviços públicos e privados de empresas e instituições cearenses ao longo dos próximos 30 dias. 

Será o período que antecederá a estreia dos dois gigantes do futebol cearense nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, no caso do alvinegro, e da Copa Libertadores de América, no caso do tricolor do Pici. 

O Ceará, aparentemente, terá um adversário mais fácil de superar – o Strongest, da Bolívia. O primeiro jogo será em La Paz, a uma altitude 3.500 metros acima do nível do mar. A partida decisiva será disputada em Fortaleza, dando ao time cearense o que pode ser uma vantagem, a de jogar ao nível do mar.

O Fortaleza, por sua vez, terá um confronto bem mais difícil, pois seu adversário será o fortíssimo Estudiantes de La Plata, time argentino que hoje pratica um futebol rápido, eficiente, objetivo, estando entre os três melhores do país, com o River Plate e o Boca Junior.

Mas, do ponto de vista comercial, o jogo do Fortaleza tem mais chance de motivar projetos de marketing do que o do seu eterno rival, o Ceará Sporting.

Haverá, pelo menos, 30 dias que poderão ser usados por empresas locais – por meio de comerciais para a tevê, ou spots para rádio ou teasers para sites jornalísticos – vender seus produtos e serviços. Os jogos do Ceará e do Fortaleza acontecerão entre a semana de 29 de junho e 6 de julho.

Na Europa e nos EUA, eventos esportivos assim –  que mobilizam a paixão dos torcedores, atiçam a rivalidade entre adversários e motivam a concorrência até entre os veículos da mídia –  costumam ser fonte de propagação de mensagens comerciais por todos os meios possíveis. 

Outra vez, esta coluna estimula o governo do Estado, a Prefeitura de Fortaleza e o empresariado a despertarem para a chance de usar a expectativa dos cearenses em torno dessas duas copas como um canal de venda dos seus produtos e serviços, focando os públicos interno (o torcedor, o consumidor e o eleitor cearenses) e externo (o turista ou o investidor estrangeiro).

Uma boa campanha de propaganda, chamando a atenção para os jogos de ida e volta dos dois representantes cearenses nas duas copas, lincando-os às belezas naturais do estado e ao seu potencial turístico e, ainda, aos produtos de sua moderna indústria será um tiro na mosca. Quanto mais cedo essa campanha começar, por exemplo, em Buenos Aires e La Plata, melhor e maior será o retorno do investimento.

Se, outra vez, os dois times cearenses lograrem êxito nas oitavas de final das duas copas e passarem para a fase seguinte –as quartas e final de Libertadores e da Sul-Americana – o raio da sorte terá caído duplamente no mesmo local. Isto não será impossível de acontecer. 

As agências de publicidade já devem estar mobilizando suas equipes de criação, projetando para seus clientes campanhas emocionais que unam a fome de vender à vontade de mostrar-se, com seus produtos, a um público distinto e potencialmente consumidor.

Juntos, o esporte e o marketing podem persuadir clientelas díspares, principalmente as da diversidade do esporte. O segredo está na oportunidade e na criatividade do que lhes é e será oferecido. Neste momento, e pelos próximos 30 dias, o Ceará Sporting e o Fortaleza Esporte Clube têm a chance de tornar realidade sonhos difíceis, quase impossíveis. 

Sonhar é bom. Sonhemos, então! 

BRATT CELEBRA 40 ANOS

Neste sábado, 28, a Bratt Consultoria Organizacional & RH, do empresário Kleber Leite, celebra seus primeiros 40 anos de atividade, colhendo sucesso.

“Foram quatro décadas organizando empresas, não só no estado do Ceará, mas conseguimos trabalhar em 15 estados do Brasil e em dois países – os Estados Unidos e Portugal”, diz, com alegria Kleber Leite.

A Bratt foi fundada em 1982, quando ele tinha 22 anos e iniciava sua carreira de consultor. Hoje, aos 62 anos, Leite faz questão de “agradecer a Deus por tudo o que Ele me proporcionou a mim e aos meus clientes”.
Ele aproveita, também, “para agradecer a todos os que fizeram e fazem da Bratt um sucesso!”