Evangelho de hoje, 3ª feira, 02/08 (Mt 14,22-36)

Jesus está atento aos nossos movimentos

Depois que a multidão comera até saciar-se, Jesus mandou que os discípulos entrassem na barca e seguissem, à sua frente, para o outro lado do mar, enquanto ele despediria as multidões. Depois de despedi-las, Jesus subiu ao monte, para orar a sós. A noite chegou, e Jesus continuava ali, sozinho. A barca, porém, já longe da terra, era agitada pelas ondas, pois o vento era contrário. Pelas três horas da manhã, Jesus veio até os discípulos, andando sobre o mar. Quando os discípulos o avistaram, andando sobre o mar, ficaram apavorados, e disseram: 'É um fantasma'. E gritaram de medo. Jesus, porém, logo lhes disse: 'Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!' Então Pedro lhe disse: 'Senhor, se és tu, manda-me ir ao teu encontro, caminhando sobre a água.' E Jesus respondeu: 'Vem!' Pedro desceu da barca e começou a andar sobre a água, em direção a Jesus. Mas, quando sentiu o vento, ficou com medo e começando a afundar, gritou: 'Senhor, salva-me!' Jesus logo estendeu a mão, segurou Pedro, e lhe disse: 'Homem fraco na fé, por que duvidaste?' Assim que subiram no barco, o vento se acalmou. Os que estavam no barco, prostraram-se diante dele, dizendo: 'Verdadeiramente, tu és o Filho de Deus!' Após a travessia desembarcaram em Genesaré. Os habitantes daquele lugar, reconheceram Jesus e espalharam a notícia por toda a região. Então levaram a ele todos os doentes; e pediam que pudessem, ao menos, tocar a barra de sua veste. E todos os que a tocaram, ficaram curados.  

Reflexão - Jesus está atento aos nossos movimentos


 
“Jesus mandou que seus discípulos entrassem na barca seguissem à frente para o outro lado do mar”, deixando-os que continuassem sós, no mar aberto e subiu ao monte para orar!  No entanto, de longe os avistava e percebia todos os seus movimentos quando a barca era agitada pelas ondas.  Já era noite, quando Jesus se aproximou dos discípulos andando sobre as águas, para salvá-los, no entanto, eles tiveram medo, pois, ainda não estavam acostumados com as Suas manifestações. Na nossa caminhada com Jesus também acontece mais ou menos isso. Quando temos um encontro pessoal com Jesus nós permanecemos sempre juntos Dele, testemunhamos as graças e os prodígios que Ele realiza e nos extasiamos diante da Sua presença real na nossa vida. Há, porém, um momento em que Jesus nos dá a liberdade para irmos em frente com os nossos propósitos de vida, e, Ele mesmo nos motiva a seguir adiante, a fim de que enfrentemos as intempéries da nossa caminhada. A nossa maturidade espiritual é que irá dimensionar a nossa fé e nos dar a certeza de que Jesus está atento aos nossos movimentos e conhece o caminho que estamos percorrendo. Por isso, a qualquer momento, quando estivermos correndo perigo, Jesus poderá manifestar- se vindo ao nosso encontro como aconteceu com os discípulos.  O Seu socorro sempre nos chega a tempo, desta maneira, precisamos estar conscientes e permanecer firmes e confiantes de que a Sua ajuda virá no tempo certo. Mesmo que Ele demore e a noite se aproxime não precisamos temer nem tampouco confundi-Lo com os fantasmas quando Ele se acercar de nós. Jesus também vem por cima das ondas que nos assustam no meio das tempestades que caem sobre a nossa vida e agita o nosso barco. Precisamos estar vigilantes ao menor sinal de Jesus para que a borrasca não assole a barca da nossa vida. Ele, então, nos manda ir mar a fora a fim de anunciá-Lo a outros povos!  - Em quem você tem confiado para seguir em frente nos seus projetos de vida? - Como você tem atravessado o mar da sua vida? – Você se sente sozinho (a) ou sabe que Jesus está atento aos seus movimentos? - Você tem tido medo de Deus? Por quê? - Pedro fez a experiência de ir ao encontro de Jesus sobre as águas! Como isto poderia acontecer com você? 

Helena Colares Serpa – Comunidade Católica Missionária UM NOVO CAMINHO